Homem atuava em Rio Branco no gerenciamento de armamento; outros 13 também foram detidos

A Polícia Civil do Acre prendeu, na quarta-feira (23), no âmbito da Operação Abunã, uma das maiores autoridades de facção criminosa local.

O homem atuava em Rio Branco na gestão de armas de fogo, emitindo autorização de distribuição do poderio bélico.

“Era uma das pessoas de maior hierarquia da facção que ainda se encontrava em liberdade”, disse o promotor Bernardo Albano, membro do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC).

Além dele, foram detidas outras quatro pessoas por tráfico de drogas e porte de armas em Plácido de Castro e Vila Campinas. Também foram emitidos nove mandados de prisão dentro do presídio Francisco de Oliveira Conde, na capital.

“Duas dessas prisões externas foram feitas em flagrante. A operação Abunã foi deflagrada após investigações da Gaeco que duraram aproximadamente três meses”, disse o delegado Pedro Buzolin, da Polícia Civil.

Comentários