Camisa encontrada na mochila pode ajudar na identificação caso alguém tenha visto por algum lugar – Foto: Alexandre Lima
Alexandre Lima

Investigadores da delegacia de Brasiléia, cidade distante da capital acreana 240km, estão tentando identificar de quem seria a ossada humana encontrada nesta segunda-feira, dia 26, numa colônia distante cerca de 15km da zona urbana.

Segundo foi informado, não foi encontrado qualquer indícios de ter sido vítima de arma de fogo ou branca (faca), uma vez que não tem vestígios nos ossos resgatados pelos peritos criminais que foram até o local.

No local, além dos ossos, foram encontrados alguns pertences da vítima, como camisas e calças, mas, nenhum documento que levasse à identificação imediata. Sem nenhum registro de pessoas desaparecida nos últimos meses e sem material genético suficiente para a realização do teste de DNA, as possibilidades estão sumindo.

Diante das poucas possibilidades, os investigadores estão buscando meios pelas roupas, como uma camisa encontrada no local. Talvez, alguém possa ter visto a vítima circulando por alguma das cidades da regional do Alto Acre e possa ajudar na identificação.

Caso alguém saiba de algo, pode ligar no número de emergência (190) e não precisa se identificar, ou se dirigir na delegacia mais próxima. Caso não seja descoberto, os ossos serão enterrados sem qualquer identificação dentro de 90 dias.

Matéria relacionada:

Mistério na floresta: Ossada humana é encontra por coletor de castanha em Brasiléia

Comentários