Francisco foi preso em casa e tinha armas de fogo e munição sem registro consigo
Francisco foi preso em casa e tinha armas de fogo e munição sem registro consigo

Alexandre Lima

Uma diligencia com policiais militares da 10º Comando do Alto Acre, Civis e Força Nacional sob coordenação do delegado Martins, de Plácido de Castro, retornaram de uma missão por volta da meia-noite desta terça-feira (28), com um cidadão que morava no km 84, Colocação Bolívia, acusado de estar violentando sexualmente suas duas filhas menores, sendo uma de 11 e 12 anos de idade.

Armas de Francisco
Armas de Francisco

A prisão aconteceu graças a uma carta enviada por uma das filhas a mãe que mora na cidade, onde pedia que intervisse na situação, caso não, “iria se matar” até o final do ano. Assim, a matriarca denunciou o caso as autoridades.

A denuncia feita, dava conta que Francisco de Assis Marques Ribeiro (53), estaria vivendo quase que maritalmente com suas filhas menores de idade, dentro da selva amazônica,. O caso chegou ao conhecimento das autoridades, que por vez, mandou prender o acusado.

Também foi detido com Francisco, duas armas de fogo sendo uma espingarda calibre 20, uma 28 adaptada para escopeta, além de munição. Para poder chegar na casa do acusado, os policiais se deslocaram de ida e volta, 190 km de carro pela BR 317 (Estrada do Pacífico) e 12 km a pé.

As menores iriam ser encaminhadas a um psicólogo com acompanhamento do Conselho Tutelar e possivelmente irão à Capital, onde passarão por exames de conjunção carnal no Instituto Médico Legal – IML.

O acusado confessou aos policiais que vinha abusando de suas filhas, o que leva a crer que essa violência já estaria acontecendo por alguns anos. No momento de sua prisão, o mesmo não teria esboçado reação quando foi surpreendido em sua colônia.

Francisco se encontra numa celas da delegacia da cidade de Brasiléia e poderá ser condenado a longos anos de cadeia pelo crime que está inserido no Estatuto da Criança e do Adolescente. O delegado titular da mesma, Cristiano Bastos está à frente do caso.

Francisco já se encontra na delegacia de Brasiléia - Foto: Alexandre Lima
Francisco já se encontra na delegacia de Brasiléia – Foto: Alexandre Lima

Comentários