Comparação do desempenho do PIB do Brasil com outros países: auxílio emergencial foi peça-chave para evitar queda maior – Foto: Arte/CNN
Juliana Elias, do CNN Brasil Business

A economia brasileira não está entre as que mais sofreram durante os piores momentos da pandemia de coronavírus no país e no mundo, ao mesmo tempo em que o Brasil está entre os que mais aportaram dinheiro em pacotes de ajuda contra os impactos da doença, considerado o tamanho do esforço em proporção de seu PIB.

Os dados do segundo trimestre da economia brasileira foram divulgados nesta terça-feira e complementam o quadro dos impactos da pandemia na economia global, um retrato que começa a ficar mais claro conforme os países começam a consolidar e divulgar suas estatísticas para o período.

Os números do IBGE apontaram uma queda de 9,7% do PIB brasileiro na comparação com o primeiro trimestre. Isto coloca o Brasil bem próximo da média do desempenho global, mas em posição razoavelmente melhor que a de seus principais vizinhos latinos.

De acordo com levantamento feito pela agência de riscos Austin Ratings, que compilou o desempenho de 44 das principais economias que já divulgaram seus resultados até agora, a queda média para o período foi de 9,9%, considerada a variação do segundo trimestre de 2020 em relação ao primeiro.

Comentários