Operação ‘Caixa Forte’ desencadeada em Minas cumpre mais de 600 mandados nesta segunda-feira (31). No Acre são oito mandados — Foto: Polícia Civil de Minas Gerais/Divulgação
Por G1 AC

Policiais federais cumprem, nesta segunda-feira (31), oito mandados de busca e apreensão em Rio Branco durante uma operação contra uma organização criminosa contra o tráfico de drogas. A ação é uma força-tarefa coordenada pela Polícia Federal.

A operação recebeu o nome de Caixa Forte. No Acre, a ação é realizada pela PF e todos os mandados são cumpridos na capital acreana, Rio Branco. A reportagem entrou em contato com a assessoria da PF no estado e aguarda retorno.

A operação foi desencadeada em Minas Gerais, mas cumpre mandados em 19 estados e no Distrito Federal. A Justiça de MG bloqueou cerca de R$ 252 milhões em contas ligadas ao grupo criminoso.

Ao todo, são cumpridos mais de 600 mandados de prisão e de busca e apreensão, sendo 422 de prisão, e parte deles, pelo menos 173, contra pessoas que já estão detidas.

A PF informou que esta é a maior operação da corporação em número de estados, mandados e valores apreendidos.

Como funcionava o esquema

As investigações apontam 210 pessoas que estão atualmente detidas em presídios federais recebiam um auxílio mensal da facção por terem alcançado cargos de alto escalão na organização criminosa ou por terem realizado missões, como a execução de servidores públicos.

Os pagamentos, afirma a PF, eram feitos por meio de contas de pessoas que não pertenciam à facção, a fim de evitar a identificação dos recursos por parte das autoridades.

Comentários