Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O governador Tião Viana pede na Justiça uma indenização por suposto dano moral cometido por Rocha.

Da ContilNet Notícias

Por 13 votos a zero, o requerimento de autoria da deputada estadual Toinha Vieira (PSDB), solicitando a sustação do pedido da Justiça acreana para que o líder do PSDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Wherles Rocha, fosse processado por conta de críticas feitas ao governador do Estado, Tião Viana (PT), foi aprovado na tarde desta quarta-feira (27), em votação na Aleac.

O requerimento foi votado na tarde de quarta-feira (27). Votaram todos os deputados presentes, menos o deputado Rocha, que era objeto da discussão.

O requerimento de Toinha tinha por base garantir o que já prevê a lei a respeito da imunidade parlamentar que versa sobre a inviolabilidade civil e criminal, por quaisquer opiniões, palavras e votos. A lei prevê, ainda, que para ser processado o parlamentar precisa da permissão da casa legislativa na qual ele atua.

Fazendo coro a defesa do que já prevê a lei os parlamentares sustaram o pedido de processo contra o líder tucano.

O governador Tião Viana pede na Justiça uma indenização por suposto dano moral cometido por Rocha.

Comentários