Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Parecer garante que vacinas não oferecem qualquer tipo de risco à população. Desmentindo falso comunicado onde afirmou que vacinas foram estragadas antes de considerar o resultado do laudo pelos órgãos competentes.

WILIANDRO DERZE, assessoria PMB

Depois de encaminhar para avaliação as vacinas da Unidade de Saúde Francisco de Assis. A Prefeitura de Brasiléia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde recebeu o parecer técnico do Programa Nacional de Imunização – PNI, constatando que as vacinas estão em condições de uso e não oferece qualquer tipo de risco a população como foi propagandeado em alguns meios de comunicação de forma mentirosa e irresponsável.

O parecer encaminhado pelo coordenador do PNI, Ivan Galvão comprovou que as vacinas não foram danificadas em seu local de armazenamento. O que depois de relatório mostra que as informações antes levantadas estão deturpadas e querendo tirar proveito político de forma baixa e mentirosa.

A coordenadora de Epidemiologia e Imunização Leila Franco disse que logo que foi diagnosticado o relato que as vacinas poderiam está prejudicadas foi instaurado todos os procedimentos para que fosse analisado se corria o risco de a vacina não servir mais para o uso.

“Mandamos para o Departamento de Vigilância Epidemiológica em Rio Branco todas as vacinas para saber as reais condições que se encontravam. O parecer do resultado mostrou o que prevíamos, o local deu as vacinas as condições necessárias para o uso”, disse Leila Franco.

A Gerente Técnica da Secretaria Municipal de Saúde, Iraci Ferreira de Oliveira disse que as vacinas Poliomielite VOP, Tríplice Viral, Tetra Viral e Febre Amarela foram testadas e aprovadas para utilização.

“Tudo que tentaram plantar na imprensa de que as vacinas teriam estragadas foi por água a baixo. Essas pessoas que querem fazer comunicação sem saber das reais informações acabam se prejudicando. Eles divulgaram que as vacinas estavam estragadas. Eles se precipitaram e foram mais uma vez irresponsáveis. O laudo do teste das vacinas veio para desmentir e mostrar que não se podem fazer previsões sem dados concretos”, destacou a gerente técnica da Secretaria de Saúde de Brasiléia.

O gerente da Divisão de Imunização e Rede de Frio, Ivan Nascimento Galvão encaminhou o parecer a Secretaria Municipal de Saúde atestando a utilização das vacinas. O parecer técnico deixa claro que os imunos como são conhecidos as vacinas estão em perfeito estado de uso a população.

Segundo o Parecer, o estado das vacinas não teve alteração devido ter ficado submetida em temperatura negativa. Garantindo as condições necessárias para que as vacinas não fossem danificadas.

De acordo com o Prefeito de Brasiléia Everaldo Gomes até mesmo uma sindicância foi instaurada para analisar todos os procedimentos ocorridos na unidade de Saúde Francisco de Assis.

“Os procedimentos foram corretos quando os funcionários da unidade, junto com a coordenação de Epidemiologia e Imunização encaminharam as vacinas direto para Rio Branco para serem analisadas se haviam sofrido alguma alteração. E felizmente não teve alteração e as vacinas estão em perfeito estado de uso. Isso só calou a boca e serve de exemplo para quem quer fazer comunicação em nossa cidade. Precisamos analisar e só se posicionar depois de laudos que fazem o real diagnósticos do estado das vacinas. Esses comunicadores que querem transformar a mentira em verdade não vão enganar a população, e mais cedo ou mais tarde sofreram as consequências da leis”, disse o prefeito.

Comentários