Da redação, com ac24horas

A paralisação das obras de contenção da encosta do rio Acre no município de Brasileia está preocupado os empresários, que na manhã desta terça-feira (3) procuraram ajuda dos deputados estaduais para que intervenham na questão, junto ao governo do Acre, que suspendeu a construção em setembro.

Um grupo de vinte empresários estiveram na Aleac reivindicando uma solução para os problemas que afligem aquele município. Os comerciantes pedem que medidas emergenciais sejam tomadas para não prejudicar o movimento do comércio local, neste final de ano, época de aquecimento de vendas.

Os comerciantes pedem a retomada das obras de revitalização da orla do Rio Acre, que encontra-se desbarrancando cada vez mais após a enchente que ocorreu no ano de 2012 – quando vários comerciantes perderam seus pontos comerciais no desbarrancamento da encosta na área comercial.

Os empresários afirmam que estão cada vez mais prejudicados, pois além de terem perdido seus prédios comerciais, nenhum deles tem previsão de quando poderão construir novamente. O governo do Acre se comprometeu em revitalizar o loca mas chegou o final do ano sem cumprir a promessa.

Eles reclamam ainda da falta de atenção do pode público municipal e pedem que a Avenida Manoel Marinho Monte, seja recuperada já que estariam sem a mínima condição de tráfego. “Os gestores do nosso Estado infelizmente têm dado pouca atenção para aquele trecho”, denunciam os comerciantes.

Outra reclamação é sobre a questão do terreno da Eletrobrás, que atualmente encontra-se sem utilidade alguma por parte da empresa. É outra solução que precisa ser dada, como analisa os empresários. A sugestão é fazer do local um Centro Comercial“.

Comentários