fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Para agilizar serviço, Samu muda fluxo de atendimento no Alto Acre

Publicado

em

Para dar mais celeridade ao transporte dos pacientes, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) criou uma escala para dar apoio aos pacientes graves procedentes do Hospital Regional de Brasileia, também utilizada para transferências de pacientes a partir da capital, quando solicitada pela regional do Alto Acre.

Com o aumento na demanda dos atendimentos no Hospital Regional do Alto Acre desencadeados pela Covid-19, assim como os casos de dengue no estado e Região Norte, e na tentativa de desafogar o sistema, foi criada uma escala denominada Unidade de Suporte Avançado (USA) do Alto Acre, sendo composta por médicos e enfermeiros, responsáveis pela transferência da alta complexidade, ou seja, pacientes graves.

Coordenador do Samu, Pedro Pascoal, explica que a medida visa dar mais celeridade ao transporte dos pacientes. Foto: Arquivo.

No início da pandemia, com o intuito de otimizar o transporte dos pacientes graves acometidos pela Covid-19, já havia entrado em vigor uma escala composta por médicos e enfermeiros procedentes da unidade do Alto Acre, porém, a direção de Assistência, junto à coordenação do Samu, observou atraso no chamado da equipe e, consequentemente, um aumento no tempo-resposta das transferências.

Além do mais, o coordenador do Samu, Pedro Pascoal, explica que “a substituição visa a permanência do médico, anteriormente designado para transporte, na unidade em decorrência do aumento de casos”.

Região do Alto Acre já conta com ambulâncias de suporte básico do Samu.Foto: Odair Leal/Secom.

E, sobre a redução do tempo, que contribui diretamente no salvamento de vidas, Pascoal acrescenta: “Hoje, além de ter ambulâncias de suporte básico do Samu à disposição no Alto Acre, que facilmente podem ser transformadas em unidades de suporte avançado, com a introdução de alguns equipamentos (ventilador mecânico, bomba de infusão e outros), é enviada também uma equipe da capital junto com a ambulância para o transporte dos pacientes graves. Assim também com o helicóptero, quando acionado em tempo hábil, o que proporciona melhor tempo de resposta às ocorrências de urgência”.

Quando o serviço deve ser solicitado

É importante ressaltar que os municípios da regional permanecem com suas ambulâncias devidamente habilitadas para atendimento pré-hospitalar, e quando necessário, após a regulação, são autorizadas a dar suporte no transporte de pacientes graves, conforme orientação do Conselho Federal de Medicina (CFM): “Art.  5º O serviço  pré-hospitalar  móvel  de  urgência  e  emergência  deve,  obrigatoriamente, priorizar os atendimentos primários em domicílio, ambiente público ou via pública, por ordem de complexidade, e não a transferência de pacientes na rede.”

O serviço hospitalar móvel de urgência e emergência não deve ser solicitado para transporte de pacientes de baixa e média complexidade na rede, assim como o  transporte de pacientes para realizarem exames complementares, devendo ser acionado apenas para o transporte de pacientes de alta complexidade.

Além disso, pacientes com instabilidade hemodinâmica, ou seja, com risco de morte, não devem ser transferidos sem a devida estabilização do quadro clínico, tendo em vista a limitação de recursos dentro de veículos de transporte.

A administração do Samu também observa a resolução CFM nº1672 Art. 1 § III, que diz: “Pacientes graves ou de risco devem  ser  removidos acompanhados de equipe composta por tripulação mínima de um médico, um profissional de enfermagem e motorista, em  ambulância de suporte avançado. Nas  situações sem que seja tecnicamente  impossível o cumprimento dessa norma, deve  ser  avaliado o risco potencial do transporte em relação à permanência do paciente no local de origem”.

As normas de regulação são repassadas ao Samu pela Central Reguladora.

Comentários

Continue lendo

Flash

Abrindo as atividades em comemoração aos 32 anos de Epitaciolândia, prefeitura leva Programa Saúde na Comunidade aos moradores do Mato Grosso

Publicado

em

A Prefeitura de Epitaciolândia por meio da Secretaria de Saúde realizou neste sábado, 20, a edição 87 do Programa Saúde na Comunidade, as ações e serviços foram levados para atender os moradores do Ramal do Mato Grosso e adjacentes.

A ação faz parte das programações em comemoração aos 32 anos de emancipação política e econômica do município, O Prefeito Sérgio Lopes acompanhado da Secretária de Saúde Jessica Morais, esteve dialogando com os moradores e os profissionais de saúde.

“Mais uma vez estamos aqui na comunidade do Mato Grosso trazendo a 87ª Edição do Programa Saúde na Comunidade, esse é um programa que consolida nossa gestão como uma que mais atende pessoas na área da saúde em todo estado do Acre, são 88.936 procedimentos, e isso demonstra o nosso carinho e nosso compromisso com nossa gente. ” Destacou Sérgio Lopes.

Foram realizados um total de 1.779 procedimentos sendo:

Atendimento médico: 161

Procedimento odontológico: 294

Procedimento de enfermagem: 325

Atendimento Psicólogo: 20

Vacina de rotina: 62

Dispensação de medicamentos: 168

Teste rápido ISTs: 12

Teste rápido COVID: 3

Auxílio Brasil: 30

PCCU: 22

Cortes de cabelo: 68

Ultrassonografia: 47

Vacina Antirabica: 59

Eletrocardiograma: 9

Atendimentos especializados: 499

Consulta Nutricionista: 32

Bioimpedância: 33

Consulta Ginecologista: 40

Colposcopia: 29

Consulta Oftalmologista: 92

Tonometria: 88

Ultrassom ocular: 81

Mapeamento de retina: 88

Ortopedista: 16

Em 87 edições do Programa Saúde na Comunidade, a prefeitura na gestão dom prefeito Sérgio Lopes já realizou o total de: 88.936 procedimentos com diversas especialidades em saúde.

 

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Companhia Especial de Fronteira presta homenagem aos veteranos do Exército

Publicado

em

Momento de confraternização entre amigos que puderam relembrar de muitas histórias.

Com apoio de Emerson Frazão – 

Em uma emocionante celebração dedicada ao Dia do Exército, a CEF Companhia Especial de Fronteira, localizada no município de Epitaciolândia, realizou uma comovente homenagem aos veteranos. O evento, que contou com um café da manhã e reencontro entre antigos camaradas de farda, convidou a todos a reviverem os momentos de formatura em um desfile conjunto.

A atmosfera de camaradagem e nostalgia preencheu o espaço da CEF, situado na companhia de Fronteira do município de Epitaciolândia, durante todo o dia 19 de abril, data especial em homenagem ao Dia do Exército. O encontro proporcionou aos veteranos a oportunidade única de relembrar histórias, aventuras, serviços prestados durante suas jornadas militares.

Veteranos receberam a homenagem e participaram da abertura do desfile, além dos momentos de emoção em poder encontrar amigos que não viam a muito tempo.

O desfile, momento emblemático do evento, evocou lembranças do passado, transportando os presentes de volta aos dias de formatura, quando marchavam orgulhosamente em união com seus companheiros de armas. A iniciativa da CEF Companhia Especial de Fronteira não apenas honrou os veteranos, mas também fortaleceu os laços de camaradagem e gratidão que permeiam a comunidade militar.

 

 

 

 

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Vídeo: Caminhão de coleta de lixo tomba e deixa motorista e garis feridos em Rio Branco

Publicado

em

Na tarde deste sábado (20), um acidente envolvendo um caminhão de coleta de lixo deixou quatro pessoas feridas no bairro da Paz, em Rio Branco. O motorista identificado como Josiel da Silva Muniz, de 25 anos, e os garis Paulo Sérgio Rodrigues Feitosa, de 28 anos, Cairo Alexandre Vanderlei Nascimento, de 19 anos, e Wesley Leite de Souza, de 29 anos, foram os envolvidos no incidente.

De acordo com relatos de testemunhas, Josiel conduzia um caminhão da Empresa Limpebrás, responsável pela coleta de lixo na cidade, quando, em alta velocidade, perdeu o controle em uma curva na Estrada Alberto Torres, invadindo a pista contrária e tombando o veículo.

O impacto foi significativo, resultando na ejeção do motorista da cabine, que chegou a quebrar o para-brisa com o próprio corpo. Paulo Sérgio, um dos garis que realizava a coleta na parte traseira do caminhão, caiu do veículo, sofrendo perda de consciência, cortes na cabeça, escoriações e desorientação. Cairo e Wesley também sofreram escoriações pelo corpo.

Motoristas que passavam pelo local e moradores da área prestaram socorro às vítimas, acionando imediatamente a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Duas ambulâncias foram enviadas ao local, uma de suporte avançado e outra de suporte básico, para prestar os primeiros socorros e transportar os feridos ao pronto-socorro de Rio Branco. Paulo Sérgio, Wesley e Cairo deram entrada no hospital em estado estável.

Josiel permaneceu no local do acidente e, após breve resistência, foi necessária a intervenção de uma ambulância de suporte básico. Testemunhas relataram que o motorista apresentava sinais visíveis de embriaguez. A polícia tentou realizar o teste do bafômetro, porém Josiel encontrava-se tão alcoolizado que mal conseguia manter-se em pé. Ao tentar soprar o bafômetro, o condutor acabou desmaiando e foi levado para dentro da ambulância do Samu, sendo também encaminhado ao pronto-socorro.

Para garantir a segurança e a realização da perícia, policiais militares do Batalhão de Trânsito isolaram a área. Após os procedimentos necessários, o caminhão foi removido do local por guinchos especializados, que tiveram que realizar manobras para desvirá-lo.

Comentários

Continue lendo