Afetado pelo dólar que subiu 24% esse ano, o pãozinho francês deve aumentar entre 8% e 10% nos próximos dez dias, quando acabar o estoque de trigo nas padarias.

Claudio Zanão, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Biscoitos, Massas, Pães e Bolos Industrializados afirma que nessa conta, que será repassada para o bolso do consumidor deve ser colocado o aumento da energia, combustível e até da mão de obra.

Mas não será apenas o pãozinho francês que vai aumentar. Tudo que leva trigo deve subir os preços, ou seja, o pão doce, o de forma, o biscoito, os bolos e as massas estão nessa lista.

Comentários