fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Pai condenado por estuprar as três filhas crianças tem pedido de absolvição negado pela justiça

Publicado

em

Pai forçava as crianças a assistirem vídeos pornográficos com cenas de sexo explícito e “chantageava” as meninas com ameaças

As vitimas eram forçadas a assistir vídeos pornográficos com cenas de sexo explícito, conforme informações do TJ-RO.

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) negou o pedido de absolvição feito pela defesa de um homem condenado por abusar sexualmente as três filhas, que ainda eram crianças, durante um período de quatro anos.

De acordo com o processo judicial, o pai morava na mesma casa com a mãe das três filhas. Os abusos iniciaram em 2013 – quando as crianças tinham 8, 9 e 13 anos de idade – e aconteceram por várias vezes, até 2017.

__________________

Apesar do pedido negado, a pena inicial de 72 anos e 6 meses foi reduzida para 61 anos e 8 meses, em regime inicial fechado. O processo corre em sigilo, para preservar as vítimas.

__________________

Segundo o TJ-RO, pai forçava as crianças a assistirem vídeos pornográficos com cenas de sexo explícito e “chantageava” as meninas com ameaças: falava que ia matar a mãe delas e abandonar a família, caso elas contassem algo.

O pedido de absolvição, feito pela defesa, foi negado pela Justiça de Rondônia. No entanto, a pena inicial de 72 anos e 6 meses foi reduzida para 61 anos e 8 meses, em regime inicial fechado. O processo corre em sigilo, para preservar as vítimas.

Comentários

Continue lendo

Geral

Maio Laranja: Presidente da Comissão dos Direitos Humanos Dra. Michelle Melo busca fortalecer o combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes no Acre

Publicado

em

Como presidente da comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), a deputada Dra. Michelle Melo promoveu na manhã desta quinta-feira, 23, uma reunião que debateu como tema principal o combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes.

Todos os anos 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no nosso país e há dados que sugerem que somente 7,5% dos dados cheguem a ser denunciados às autoridades, ou seja, estes números na verdade são muito maiores.

A deputada Dra. Michelle Melo que também faz parte da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE), detalhou a importância da reunião.

“Queremos unir forças e promover ações intensas que de fato combatam qualquer ato de abuso contra as nossas crianças e adolescentes. Quero parabenizar aos conselheiros tutelares que são verdadeiros anjos da guarda e hoje nessa reunião estamos conhecendo mais de perto tanto os dados que são alarmantes como o trabalho promovido,” explicou a deputada.

Além da parlamentar participaram da reuniões assessores e representantes do 1ª, 2ª e 3ª Conselho Tutelar de Rio Branco.

“A proteção do direito está sendo esquecido. As pessoas estão esquecendo que as crianças estão sofrendo. Já fiz uma lei, sancionada pedindo celeridade e que todos os assuntos envolvendo crianças e adolescia tenha urgência. Queremos fazer algo melhor e trazer luz. Precisamos reunir toda rede como o judiciário, o Ministério Público, os conselhos tutelares e todas as forças que possam ajudar. Precisamos ouvir quem está na ponta para avançarmos,” finalizou a parlamentar.

Como encaminhamentos da reunião ficou estabelecido a realização aí de uma audiência pública envolvendo toda rede de apoio e a criação de um Programa de conscientização Estadual de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes no Acre.

Segundo dados do Departamento de Inteligência da Polícia Civil do Acre (PCAC), em 2022 foram registrados 496 boletins de ocorrência de violência sexual contra crianças e adolescentes, enquanto em 2023 houve uma redução para 487 casos.

Comentários

Continue lendo

Geral

PF cumpre mandados de prisão e de busca em Guajará-Mirim e Porto Velho em investigação sobre tráfico de drogas e lavagem de capitais

Publicado

em

A investigação teve início no ano de 2022, a partir da prisão em flagrante de um suspeito que transportava em torno de 23 kg de cocaína e maconha em seu automóvel…

A partir da prisão em flagrante de um suspeito que transportava em torno de 23 kg de cocaína e maconha em seu automóvel.

12 (doze) policiais federais, cumpriram 05 (cinco) mandados judiciais expedidos pela 1ª Vara Criminal da comarca de Ji-Paraná/RO, sendo 02 de prisão preventiva e 03 de busca e apreensão nas cidades de Porto Velho, Guajará-Mirim e Sorocaba.

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (23), a Operação BIG, para desarticular grupo criminoso voltado ao tráfico de drogas e lavagem de capitais em Rondônia.

Mais de 30 policiais federais foram mobilizados para dar cumprimento a 8 mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Guajará-Mirim. Durante a operação, também foram cumpridos três mandados de prisão preventiva contra investigados.

Os mandados foram cumpridos em Guajará-Mirim e Porto Velho.
A investigação teve início no ano de 2022, a partir da prisão em flagrante de um suspeito que transportava em torno de 23 kg de cocaína e maconha em seu automóvel. Durante os trabalhos, verificou-se que o grupo atuava  no Distrito de Jaci-Paraná, realizando tráfico dos entorpecentes.
_______________

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva nos municípios de Guajará-Mirim/RO, Porto Velho/RO e Distrito de Jaci-Paraná (Porto Velho)

_______________

Os suspeitos poderão responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de capitais, dentre outros crimes que vierem a ser descobertos, cujas penas, somadas, podem superar a 30 anos de prisão.

Comentários

Continue lendo

Geral

Conflito entre moradores de rua resulta em esfaqueamento no bairro Seis de Agosto

Publicado

em

Histórico de rixas entre envolvidos é revelado após incidente. Polícia busca agressor que fugiu após o ataque

Na manhã desta quinta-feira (23), um confronto entre moradores de rua terminou com Cosmo Nascimento Pinheiro, 47 anos, ferido a facadas na rua Seis de Agosto, bairro Seis de Agosto, no Segundo Distrito de Rio Branco. Segundo a polícia, Cosmo e o agressor têm um longo histórico de desentendimentos, incluindo tentativas anteriores de homicídio.

Durante a discussão, o agressor desferiu um golpe de faca no braço de Cosmo. Para escapar, Cosmo correu e pediu ajuda a transeuntes. O agressor fugiu do local imediatamente após o ataque.

Moradores acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que enviou uma ambulância básica para prestar os primeiros socorros e levar Cosmo ao pronto-socorro de Rio Branco. Ele foi internado em estado estável.

A Polícia Militar esteve no local, colheu depoimentos e realizou patrulhas na região para tentar localizar o agressor, mas sem sucesso. A Polícia Civil assumiu a investigação do caso.

Este incidente ressalta a gravidade das rixas entre moradores de rua e a necessidade de intervenções eficazes para prevenir novos conflitos violentos. A comunidade aguarda por justiça e medidas de segurança mais rigorosas.

Comentários

Continue lendo