Conecte-se conosco





Acre

Ódio e desprezo motivam 18,9% dos feminicídios no Acre

Publicado

em

O ódio ou desprezo pela condição de ser mulher motiva 18,9% do feminicídio no Acre entre 2018 e 2020. Neste caso, não havia vínculo afetivo.

Líder nessa modalidade de violência, o Acre tem 14 de seus 22 municípios com registro de feminicídio, sendo que Rio Branco e Tarauacá ocupam respectivamente o 1º e 2º lugares no ranking estadual.

O feminicídio no Acre destrói especialmente a juventude, uma vez que 62% das vítimas tinham entre 14 e 34 anos – e as armas brancas são o instrumento utilizado na maioria dos crimes, com 24% dos autores bêbados.

Das 37 ocorrências de feminicídio no período, em seis delas o autor morreu por suicídio ou intervenção policial. Foram instaurados 35 inquéritos, que resultaram 27 denúncias oferecidas à Justiça, 18 sentenças e 14 condenações.

Os dados são do Observatório de Análise Criminal do Ministério Público do Acre e foram divulgados recentemente.

Acesse: https://www.mpac.mp.br/wp-content/uploads/Inforgrafico-Ultima-versao.pdf

 

Por: 

Comentários

Em alta