fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Ódio e desprezo motivam 18,9% dos feminicídios no Acre

Publicado

em

O ódio ou desprezo pela condição de ser mulher motiva 18,9% do feminicídio no Acre entre 2018 e 2020. Neste caso, não havia vínculo afetivo.

Líder nessa modalidade de violência, o Acre tem 14 de seus 22 municípios com registro de feminicídio, sendo que Rio Branco e Tarauacá ocupam respectivamente o 1º e 2º lugares no ranking estadual.

O feminicídio no Acre destrói especialmente a juventude, uma vez que 62% das vítimas tinham entre 14 e 34 anos – e as armas brancas são o instrumento utilizado na maioria dos crimes, com 24% dos autores bêbados.

Das 37 ocorrências de feminicídio no período, em seis delas o autor morreu por suicídio ou intervenção policial. Foram instaurados 35 inquéritos, que resultaram 27 denúncias oferecidas à Justiça, 18 sentenças e 14 condenações.

Os dados são do Observatório de Análise Criminal do Ministério Público do Acre e foram divulgados recentemente.

Acesse: https://www.mpac.mp.br/wp-content/uploads/Inforgrafico-Ultima-versao.pdf

 

Por: Edmilson Ferreira

Comentários

Continue lendo

Acre

Fernanda Hassem e equipe técnica da prefeitura de Brasiléia participam de Seminário do TCE, voltado para gestores Municipais

Publicado

em

A Prefeita Fernanda Hassem acompanhada do vereador Elenilson Cruz, Secretários Municipais e a Equipe Técnica da Prefeitura de Brasileia participaram nesta terça-feira 28, do Seminário Orientações de Encerramento de Mandato e Transição Responsável – 2024, para os gestores municipais, no auditório da Associação dos Municípios do Acre (AMAC).

A capacitação é voltada para prefeitos, presidentes de Câmaras municipais, vereadores, gestores públicos dos órgãos e entidades municipais, realizada pelo Tribunal de Contas do Estado através da Escola de Contas Conselheiro Alcides Dutra de Lima que têm como diretora Naluh Gouveia que preside a capacitação.

O encontro visa prestar orientações aos agentes políticos para que estejam atentos às condutas vedadas neste ano de eleições municipais, e apoiar o titular que está encerrando o mandato na observância dos regramentos legais – com destaque para a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Além disso, traz o alerta para a observância da legislação eleitoral, bem como subsidiá-los com informações estratégicas que possibilitem deixar um bom legado ao seu sucessor, beneficiando a sociedade e assegurando a pacífica transição de mandato.

Entre os temas debatidos nas palestras estão: Acompanhamento Processual; Responsabilidades e consequência da falta de resposta às comunicações processuais; Regras sobre transição de mandato previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF); Legislação eleitoral e condutas vedadas aos agentes políticos; Regras sobre transição de mandato previstas na Resolução TCE/AC n.º 122/2020.

Comentários

Continue lendo

Acre

Transformar Juntos: Sebrae realiza evento que debate desenvolvimento do ambiente de negócios

Publicado

em

Encontro acontece de 27 a 29 de maio, com participação de lideranças e gestores públicos

De 27 a 29 de maio, o Sebrae no Acre realiza a edição 2024 do Transformar Juntos, evento que promove o debate de ações para melhorias no ambiente de negócios, com foco nas micro e pequenas empresas. O objetivo é apresentar e discutir melhores práticas de simplificação e desburocratização no processo de abertura de empresas, compras públicas, inovação e outros temas relevantes para o desenvolvimento dos territórios.

O encontro acontece na sede do Sebrae, em Rio Branco, e durante os três dias reunirá autoridades, gestores públicos, agentes de desenvolvimento e lideranças. Esta é uma oportunidade de reunir aprendizado e colaboração, em busca de soluções inovadoras e sustentáveis para cada município.

Vandré Prado, diretor de Administração e Finanças do Sebrae, destaca os esforços da instituição em levar soluções para o ambiente de negócios, com o apoio das prefeituras. “Temos muito a oferecer aos municípios, é muito importante a união de esforços com a AMAC e Junta Comercial. Desenvolvendo mentalidades empreendedoras e desburocratizando os processos, conseguiremos desenvolver nosso estado, que é o nosso principal objetivo em comum”.

A programação foi definida por eixos temáticos, com painéis que irão abordar a Sala do Empreendedor e os Agentes de Desenvolvimento, a Lei de Liberdade Econômica como alavanca para o desenvolvimento, Compras Públicas, Inovação nos Territórios, O desafio dos licenciamentos, entre outros temas relevantes.

“Durante este encontro temos acesso a uma capacitação que nos ajuda a entender melhor o mercado empreendedor. Cada município tem a sua realidade, mas isso nos ajuda a estar mais preparados no dia a dia ao trabalhar com os empreendedores da nossa cidade”, disse Marcelo Oliveira, Agente de Desenvolvimento (AD) do município de Cruzeiro do Sul.

Para a presidente da Junta Comercial do Estado do Acre (JUCEAC), Nayara Honorato, o evento tem trazido contribuições desde sua primeira edição. “Aqui trocamos ideias, projetos, discutimos pautas importantes para o fortalecimento da iniciativa privada, o apoio aos micro e pequenos empresários, através de políticas públicas. Já discutimos muito a evolução da simplificação do registro empresarial, e hoje vivemos um momento de inovação, onde o empreendedor se serve da desburocratização”, declarou.

O encontro terá a duração de três dias e reúne representantes dos 22 municípios do Acre.

Comentários

Continue lendo

Acre

Fundhacre adota método japonês kanban para otimizar internações

Publicado

em

Por

Na manhã desta terça-feira, 28, a Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) deu um passo significativo rumo à eficiência de seus serviços com a implementação do sistema de internação Kanban. A iniciativa foi conduzida e implementada pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR) do complexo hospitalar.

Fundhacre adota método japonês kanban para otimizar internações. Foto: Gleison Luz/Fundhacre.

O sistema kanban, originalmente desenvolvido na indústria automobilística japonesa para otimizar a produção e reduzir desperdícios, foi adaptado ao contexto hospitalar para melhorar a gestão de leitos, o fluxo de pacientes e a alocação de recursos. A implementação dessa metodologia promete trazer benefícios consideráveis ao atendimento hospitalar, como a redução do tempo de espera para internações, maior transparência nos processos e um uso mais eficiente dos recursos disponíveis.

Sistema utiliza quadro para identificar as informações dos pacientes. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

A coordenadora do NIR, Andreia Farias, destacou a importância dessa nova ferramenta para a Fundhacre. “O kanban é aplicado em várias áreas da gestão, mas nós iremos focar na gestão de leitos do hospital. O foco desse sistema é visual, utilizando um quadro onde identificaremos todos os pacientes internados na Fundhacre. Saberemos quando foram admitidos e a previsão de alta, facilitando uma troca constante de informações com a equipe de enfermagem, médica e todos os profissionais que cuidam do paciente. A ideia é reduzir o tempo de permanência do paciente na unidade, mas com qualidade e agilidade no atendimento”, afirmou Andreia.

Com o kanban, as equipes médica e de enfermagem terão uma visão clara e em tempo real da ocupação dos leitos, permitindo uma tomada de decisão mais rápida e eficaz. Esse sistema de gestão visual utiliza cartões e quadros para monitorar o progresso dos pacientes desde a admissão até a alta. Isso facilita a identificação de gargalos e a implementação de melhorias contínuas, garantindo que cada paciente receba o cuidado necessário no menor tempo possível.

Além dos benefícios imediatos para os pacientes, a expectativa é que o kanban também traga vantagens a longo prazo para a Fundhacre, entre elas a satisfação dos funcionários, que terão ferramentas mais eficazes para desempenhar suas funções. “Com a implementação do kanban, esperamos não apenas otimizar o tempo de internação dos pacientes, mas também proporcionar uma experiência de trabalho mais organizada e eficiente para nossa equipe”, acrescentou Andreia Farias.

Servidores terão ferramentas mais eficazes para desempenhar suas funções. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

A adoção do kanban faz parte de um esforço contínuo da Fundhacre para modernizar sua gestão hospitalar e alinhar-se às melhores práticas internacionais. A ideia partiu da presidente da instituição, Ana Beatriz Souza.

“Conheci o método kanban durante uma especialização no Japão, em 2017, e quis trazer essa metodologia para Fundhacre para otimizar o fluxo de trabalho, o que é benéfico não apenas para os pacientes, mas também para os servidores. É uma das metas da nossa gestão trazer o máximo de eficiência possível, e graças ao apoio da equipe, em especial à Lúcia Luna, que promoveu as capacitações do método, nós conseguimos implantar o kanban aqui, melhorando o que nós já temos”, destacou a presidente da Fundhacre, Ana Beatriz Souza.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo