Presidente-Macos-Vinicius-OAB-F.-Victor-Augusto-_0035

A Comissão Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre (OAB/AC) decidiu pela impugnação da chapa 2, Atua OAB Transparência e Participação. A decisão foi publicada na sexta-feira (13/11).

O julgamento ocorreu na Sala do Pleno da instituição na quarta-feira (11/11) depois do prazo concedido para a defesa e as alterações necessárias. Durante a análise das irregularidades, os representantes das duas chapas puderam realizar sustentação oral.

A impugnação foi acolhida por quatro dos cinco componentes, excluindo a chapa 2 da disputa, permanecendo somente a chapa 1 nas eleições da OAB/AC.

“A OAB é representada por defensores da Constituição e do ordenamento jurídico. O mínimo que se espera é que seus postulantes conheçam e respeitem as normas que regulam o processo eleitoral. Infelizmente, não foi isso que ocorreu na chapa oposicionista que, mesmo após as oportunidades suficientes para sanar as falhas de sua composição, deixou de cumprir o edital em vários aspectos, principalmente no que se refere as inelegibilidades de muitos de seus membros, além da ausência de autorizações de outros”, destacou o presidente Marcos Vinícius Jardim Rodrigues, candidato à reeleição.

O representante da chapa 2 e candidato a presidente, Silvano Santiago, argumentou que fez contato e esperava mais dos colegas.

“Fiz contato com colegas para comporem a chapa, no entanto encontrei dificuldades, principalmente porque muitos não estavam em dia com a Ordem, o que é uma obrigação de todo advogado”, desabafou Silvano.

A comissão eleitoral é presidida pelo advogado Lauro Borges de Lima Neto e composto pelos membros Alberto Tapeocy Nogueira, Marivaldo Gonçalves Bezerra, Cil Farney Assis Rodrigues e Ananias Gadelha Neto. (ASSESSORIA)

Comentários