“Eu paro o estado se for necessário e invisto tudo o que for na saúde porque eu não vou fazer obras enquanto o povo estiver morrendo”

10 anos. Foi o tempo que o povo acreano esperou ansioso pela inauguração do Pronto Socorro de Rio Branco que deveria ter sido entregue 7 anos atrás, em 2012, mas que agora é uma realidade para a saúde pública do Acre. Em grande festa, ocorrida no fim da tarde desta terça-feira, o governador Gladson Cameli e a secretária de Saúde, Mônica Kanaan entregaram as obras de verticalização do pronto socorro que início em 2010, com prazo de execução de 14 meses e se estendeu por todos estes anos.

Solenidade de entrega do novo Pronto Socorro/Foto: Secom

“Estamos hoje oferecendo a oportunidade para que as pessoas receberam atenção de qualidade. A nossa população precisa e merece. Estamos fazendo o resgaste de mais um compromisso assumido em 2018. O meu coração ecoa nos quatro cantos desde estado com uma única cor, a cor da bandeira do nosso estado”, declarou o governador Gladson Cameli em seu discurso.

O prédio tem cinco andares, além da cobertura onde funciona o heliponto que dá a possibilidade de receber helicópteros-ambulância. O local tem ainda dez enfermarias, 119 leitos e unidades de terapia intensiva.

“”Eu paro o estado se for necessário e invisto tudo o que for na saúde porque eu não vou fazer obras enquanto o povo estiver morrendo”/Foto: Secom

Ao custo de R$ 20,1 milhões, a obra do novo Pronto Socorro sofreu inúmeras interrupções, sobretudo por erros estruturais graves que tiveram de ser reparados neste governo.

O governador lembrou que ainda há muito a ser feito, mas não vai medir esforços. “Eu paro o estado se for necessário e invisto tudo o que for na saúde porque eu não vou fazer obras enquanto o povo estiver morrendo. Eu vou finalizar dizendo que o nosso sacrifício não terminar com essa festa, começa hoje, À secretaria de saúde eu determinei que a partir de amanhã fique aqui dentro acompanhando o atendimento. Cuidem desse hospital. Ele é nosso”, afirmou Cameli.

Comentários