Polícia recebeu denúncia de que outras duas menores, de 13 e 16 anos, também teriam sido vítimas do homem.

Homem foi preso em flagrante por viver maritalmente com criança de 10 anos no AC — Foto: Divulgação 
Por Alcinete Gadelha, G1 AC — Rio Branco

A Polícia Civil deve finalizar o inquérito aberto para investigar um homem de 23 anos preso, em setembro deste ano, por estuprar e manter em cárcere privado uma criança de apenas 10 anos, na comunidade Porongaba, na zona rural de Porto Walter, no interior do Acre.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Obetâneo dos Santos, a ideia é concluir este inquérito, no qual já foi comprovado que a menina foi estuprada, segundo laudo, e abrir um segundo inquérito no qual deve ser investigado se há outras vítimas do homem.

__________________

Na época da prisão do suspeito, no dia 11 de setembro, a polícia recebeu denúncia de que outras duas menores, de 13 e 16 anos, também teriam sido vítimas do homem, sendo que a de 16 também morava com ele.

__________________

“Esse inquérito já está em fase de conclusão. Entretanto, nós vamos ter que instaurar um novo inquérito para apurar essas outras versões que surgiram ao longo das investigações”, disse o delegado.

Santos disse a reportagemque ainda não está confirmado que o suspeito mantinha relação com as outras duas meninas, por isso um novo procedimento.

O delegado disse que o suspeito, por estar preso, deve ser ouvido, no município de Cruzeiro do Sul, nos próximos dias.

“Posteriormente farei o deslocamento para a cidade de Porto Walter com o objetivo de ouvir as outras supostas vítimas, dos outros supostos estupros, em um novo inquérito”, concluiu.

Relembre o caso

Um homem de 23 anos foi preso em flagrante, no dia 11 de setembro por estuprar e manter em cárcere privado uma criança de apenas 10 anos, na comunidade Porongaba, na zona rural de Porto Walter, no interior do Acre.

Conforme o delegado Obetâneo dos Santos, após receber uma denúncia a polícia foi até o local e encontrou o homem com a criança em uma casa. A menina passou por exame de conjunção carnal, que confirmou o estupro.

O homem foi conduzido para a delegacia da cidade. Em seguida, a polícia recebeu a denúncia de que outras duas menores, de 13 e 16 anos, também teriam sido vítimas do homem, sendo que a de 16 também morava com o suspeito. O caso dos outros dois estupros devem ser investigados, segundo o delegado.

Comentários