O Governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa), inicia nesta quarta-feira, 22, a implantação de nova tubulação para compor a rede que leva água à vila Sibéria, no município de Xapuri.

A intervenção visa solucionar problemas no abastecimento de água do local, que vinha sendo prejudicado por causa da elevação do nível do rio Acre.

Com a pressão decorrente do grande volume de água do rio, a antiga rede submersa que levava água à Sibéria acabou rompendo. A primeira medida para garantir o abastecimento foi a emenda do trecho rompido e, depois, a instalação de uma mangueira para levar água aos usuários do Depasa. A intervenção emergencial funcionou por um período, sendo necessário novo esforço.

A intervenção visa solucionar problemas no abastecimento de água do local, que vinha sendo prejudicado por causa da elevação do nível do rio Acre Fotos: Ascom Depasa

“Temos ali uma tubulação submersa que rompeu, causando muito transtorno à população. No período do inverno, o reparo pelo rio é inviável, mas com o esforço das equipes coordenadas pelo nosso diretor de Operações, Enoque Pereira, com apoio do chefe de Operações e Distribuição, Filogônio Ribeiro, fizemos a ligação por cima, com cabos de aço e, agora, estamos de novo levando um nova tubulação para resolver o problema que tem afetado os moradores da Sibéria”, explica o diretor presidente do Depasa, Zenil Chaves.

O abastecimento foi suspenso novamente no último domingo e desde então as equipes do Depasa organizam materiais para implantação da nova tubulação aérea, nesta quarta-feira, 22.

Para a execução do serviços serão utilizados 200 metros de cabo de aço e 300 metros de rede com tubos de 85 mm Fotos: Ascom Depasa

Para a execução do serviços serão utilizados 200 metros de cabo de aço e 300 metros de rede com tubos de 85 mm. A operação mobiliza homens e máquinas do Depasa e conta com a parceria da prefeitura de Xapuri. O trabalho deve ser concluído em 48 horas, quando então o abastecimento da vila Sibéria será completamente normalizado.

“Sabemos da dificuldade que é para uma mãe, um pai de família quando falta água nos seus lares. Então procuramos resolver a situação o mais rápido possível. Agradeço às equipes pelo empenho e aos parceiros que nos apoiam pra resolver essa situação o quanto antes”, destacou Zenil.

Comentários