Cerca de 140 policiais militares foram dispensados do serviço de segurança dos presídios do Acre. Policiais Penais já estão preparados para a transição que deve ser concluída nesta segunda quinzena de janeiro.
Os PMs realizavam escoltas, vigilância externa dos presídios e outras atividades. Com a criação da Polícia Penal, ocorrida no fim do ano passado, esses serviços passam à responsabilidade da nova categoria.

Boa parte desses PMs é da reserva remunerada e ainda não está claro qual será a destinação do grupo. Eles podem ser considerados fora da idade para o policiamento de rua. (RDA).

“Os PMs serão utilizados em sua atividade-fim. Alguns vão para a área de inteligência, outros vão reforçar os batalhões”, disse o coronel Ulysses, comandante da PM., que inclui 40 policiais da reserva que devem ser convidados a permanecerem atuando.

Comentários