Sobrinha da dona caiu em cima do animal. Vídeo foi publicado no Instagram.

No AC, cãozinho de 3 meses ganha ‘cadeira de rodas’ depois de fraturar coluna — Foto: Arquivo pessoal
Por Tácita Muniz, G1 AC

O pequeno Jhow, de 3 meses, da raça pug, ganhou uma cadeira de rodas depois de fraturar a coluna em um acidente doméstico.

Desde então, ele ficou com dificuldades de se locomover e fazer algumas atividades rotineiras. E, para ajudar o bichinho na recuperação, a dona dele resolveu adaptar uma cadeira de rodas para incentivá-lo.

A policial militar Williane Barbosa, de 23 anos, contou que a sobrinha dela caiu em cima do animal e, depois disso, ele teve algumas complicações.

“A princípio, o veterinário disse que poderia ser uma obstrução no intestino dele e que provavelmente estaria com muitos gases. Eles bateram ultrassom e viram que tinha uma bolinha no estômago, resolveram fazer a cirurgia e, quando viu, era um coágulo de sangue e sua costela quebrada. Bateram raio-X e viram que sua coluna havia fraturado”, contou.

A primeira reação da policial foi ficar arrasada com a notícia. Ela conta que ficou com medo de ser algo irreversível. O animal ficou internado várias semanas e recebeu alta no último dia 17, mas, voltar pra casa sem os movimentos também era algo novo para Jhow.

“Quando chegou em casa, estava muito triste e nem saía do lugar. Aí começamos a estimular ele, fazendo fisioterapia em casa mesmo. Hoje ele tá muito bem, tem sensibilidade nas pernas, faz cocô e xixi sozinho e mexe um pouco as perninhas de trás”, conta.

Com ajuda do marido e do irmão dela, que aprenderam a fazer a cadeira no Youtube, a ferramenta foi montada para estimular o cachorrinho. Foram usados rodas de patinete e cano de PVC. Ainda segundo Williane, o veterinário deu esperanças de que o cachorrinho volte a andar.

Sobre a responsabilidade de cuidar do animal, a policial conta que não se arrepende em nenhum momento. Um vídeo divulgado no Instagram da cunhada dela fez os internautas se apaixonarem pelo pequeno Jhow.

“A melhor escolha q fiz foi ter colocado o Jhow na minha vida. Não importa se chego feliz ou triste, ele sempre me recebe da melhor forma possível, ele me traz alegria, e, com tudo isso que aconteceu com ele, vi o quanto os animais são indefesos e precisam do nosso amor. Eles merecem ser amados, pois eles nos amam e não se cansam de amar e sem pedir nada em troca”, conta.

Ela disse ainda que não pensou em desistir do animal. “Eles nos ensinam que a vida pode ser breve, mas especial a ponto de marcar alguém para sempre. Nós temos muito o que aprender com eles e não o contrário. Ele é um exemplo, um cachorrinho cheio de vida, traz muita alegria para a família e, independente de qualquer coisa, o que não lhe falta é amor e carinho”, finaliza.

Jhow se recupera em casa depois de passar algumas semanas internado — Foto: Arquivo pessoal

 

Comentários