fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Na Fiesp, ministro Marinho diz que pretende rever saque-aniversário

Publicado

em

Para ele, a modalidade é um “engodo”

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, é o entrevistado do programa Brasil em Pauta.

Em reunião hoje (13) na capital paulista com empresários na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, criticou o saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Para ele, o saque-aniversário é um “engodo”.

“Acho que o saque-aniversário é um engodo porque atrapalha a lógica da indústria, porque vai enfraquecendo o fundo para investimento”, disse o ministro, chamando os industriais paulistas a ajudarem o governo no enfrentamento desse tema. “Seguramente vamos pautar isso no conselho curador do fundo de garantia e quero contar com o apoio da indústria”, falou.

Segundo Marinho, muitos trabalhadores têm utilizado o saque-aniversário do FGTS até mesmo como forma de financiamento e isso tem atrapalhado no cumprimento dos papéis aos quais o fundo realmente se destina: como investimento para habitação e saneamento; e no socorro ao trabalhador como seguro-desemprego. “Com esse método [de saque-aniversário], ele [trabalhador] acaba perdendo o emprego e não podendo sacar o fundo porque aderiu ao saque-aniversário”.

“Estou sendo muito atacado pelo povo do chamado mercado, mas aqui somos mercado, não somos? O pessoal dos bancos está muito nervoso porque tenho feito falas sobre rever o saque-aniversário do fundo de garantia”, disse Marinho.

Apoio

Na reunião na Fiesp, o ministro também pediu apoio dos industriais para a modernização da legislação trabalhista e aprovação da reforma tributária.

Sobre a questão da legislação trabalhista, o ministro disse que o governo não pretende revogá-la, mas atualizá-la. “Não cabe a palavra revogar. Cabe a palavra de que temos que revisitar o que já foi feito, observar os excessos que estão ali de precarização das relações de trabalho e portanto, fazer as correções que se devem em relação a isso. Revogar seria voltar tudo ao que era. Isso não cabe. Mas é preciso atualizar a legislação existente em um processo de modernização, em especial, olhando a representatividade das partes e provocando e valorizando o papel do contrato coletivo de trabalho”, disse o ministro.

Segundo Marinho, o ministério vai criar, em breve, um grupo de trabalho para pensar sobre a legislação trabalhista e também na questão sindical. “A legislação não tem necessariamente de ter um detalhe das coisas. Se houver um bom ambiente de representação, se as entidades empresariais e dos trabalhadores estiverem fortalecidas, elas se sentam à mesa e resolvem”. A expectativa, disse o ministro, é de que ao final do primeiro semestre deste ano as mudanças na legislação trabalhista sejam entregues ao Congresso.

Ele também pediu apoio dos industriais para a aprovação da reforma tributária. “A carga tributária é pesada para a produção e para o consumo. Mas ela é muito leve para os poucos milionários existentes no Brasil. Portanto, é necessário que a gente enfrente esse debate e que os senhores ajudem a sensibilizar o Congresso numa reforma tributária necessária, numa inversão dessa tabela do Imposto de Renda, que tem sacrificado os baixos e médios salários”, disse o ministro.

O ministro também solicitou apoio dos diretores da Fiesp na ideia de se utilizar recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para a atualização tecnológica ou capacitação profissional. “Ainda não discuti isso no governo – mas desejo fazê-lo – para que o FAT seja destinado para pagar suas obrigações constitucionais e também seja dedicado à formação da juventude do ponto de vista da capacitação profissional”, explicou.

“Creio que os contratos coletivos deveriam colocar como direito do trabalhador que ele tenha x horas por ano para atualização da sua competência, qualificação ou de possibilidade de ascender na carreira”, disse o ministro. “Um sonho que eu compartilho é que a nossa juventude, ao fazer o Ensino Médio, tenha ele em período integral e que ao sair do Ensino Médio, esteja qualificada para o mercado de trabalho. Depois ele pode fazer faculdade ou universidade. Mas ele precisa sair dali preparado para o mercado de trabalho, buscando igualar as condições de competir no mercado de trabalho. O que percebo é que os filhos de classe alta entram nessa fase em vantagem porque o filho da classe trabalhadora acaba tendo que sacrificar o estudo”, falou ele.

Banco Central

Durante a reunião, o ministro também reclamou da alta taxa de juros no Brasil, dizendo que eles realmente “atrapalham” o país. “A mão está pesada demais e isso pode criar graves problemas para a economia. Acho que há um movimento aqui, em sintonia aqui, para trabalharmos esse processo de sensibilização da direção dos membros do Banco Central (BC), da forma autônoma que são”, disse o ministro, lembrando da autonomia do BC para definir a taxa de juros no país. “Ele tem autonomia para poder garantir que não se tenha influência indevida do governo no processo de estabelecimento das políticas. E não o contrário”, explicou.

Salário mínimo

Após participar da reunião com industriais, o ministro conversou rapidamente com a imprensa e falou que o governo estuda promover o aumento do salário mínimo para maio. No entanto, ele não falou sobre valores. “O salário mínimo tem duas questões que acho que são importantes. A primeira delas é a política de valorização. Se ela não tivesse sido interrompida a partir do golpe contra a presidenta Dilma [Rousseff], hoje ele valeria R$ 1.396,00. A principal tarefa do governo é reconstruir a retomada da valorização [do salário mínimo] a partir de 2024. Mas buscamos espaço fiscal para que isso seja feito nesse ano. Se isso houver, acontecerá a mudança a partir de maio”, falou o ministro.

Edição: Valéria Aguiar

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Pai de Marina Ruy Barbosa se ofende e sai em defesa da filha devido sucesso: ‘Inveja’

Publicado

em

Por

A atriz Marina Ruy Barbosa está no Festival de Cannes 2024, na França, e o pai dela, o empresário Paulo Ruy Barbosa, não gostou das críticas que viu sobre a herdeira e saiu em defesa dela em um comentário na rede social.

Falando sobre a ruiva ser destaque no local e ter seu papel recohecido até pela imprensa internacional, Paulo enalteceu a herdeira e falou sobre as pessoas terem despeito dela. Afinal, Marina Ruy Barbosa está impressionando no local com seus looks poderosos e cheios de elegância. “Semana muito difícil para aquelas que morrem de inveja da Marina! Destaque total em Cannes, muito elogiada pela mídia internacional que acompanha o festival”, escreveu o pai da atriz sobre ela estar se dando bem no evento.

Nos últimos dias, a empresária do ramo da moda tem impressionado com seus looks. Com um vestido branco e joias com pedras vermelhas, a ruiva se destacou no tapete do festival na última sexta-feira, (17).

Fonte: TOP FAMOSOS

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Caminhão carregado com gado tomba em trecho crítico da BR-364 no Acre

Publicado

em

O resgate dos animais, por sua vez, foi uma tarefa desafiadora, exigindo várias horas de trabalho e até mesmo o uso de motosserras para liberar os bois presos dentro do caminhão.

O tombamento ocorreu quando ele tentava desviar de um dos buracos na via, perdendo o controle do veículo e saindo da pista. Foto: cedida

Um acidente envolvendo um caminhão carregado com gado ocorreu nesta tarde próximo à comunidade do Rio Liberdade, em um trecho problemático da BR-364. O veículo, que vinha de Tarauacá com destino a Cruzeiro do Sul, tombou devido às péssimas condições da estrada, marcada por inúmeros buracos.

O motorista do caminhão, apesar do susto, saiu ileso do acidente. O tombamento ocorreu quando ele tentava desviar de um dos buracos na via, perdendo o controle do veículo e saindo da pista. O resgate dos animais, por sua vez, foi uma tarefa desafiadora, exigindo várias horas de trabalho e até mesmo o uso de motosserras para liberar os bois presos dentro do caminhão.

Embora tanto o caminhão quanto a carga tenham sofrido danos, estes foram considerados reparáveis. Contudo, os esforços para recolocar o veículo na pista prolongaram-se por mais de um dia, impactando o tráfego na região.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Emily Garcia exibe hematomas após se machucar ao tentar pegar buquê: ‘Sonho’

Publicado

em

Por

Na madrugada desta quinta-feira (23), aconteceu a festa de casamento das influenciadoras, Thamara Maia e Mayara Bouvier, que fazem parte do grupo de amigos de Carlinhos Maia, e aconteceu uma confusão no momento em que as influenciadoras jogaram o buquê para os convidados solteiros.

A influenciadora Emily Garcia estava em frente ao palco da festa e até conseguiu pegar um dos buquês, mas foi derrubada no chão as duas vezes em que as noivas jogaram as flores. Ao chegar em casa, ela mostrou os hematomas na perna causados pela pancadaria.

Nas redes sociais, Emily desabafou sobre a confusão. “Em certos eventos, temos que ser educados até com quem é capaz de nos apunhalar pelas costas, ou até já apunhalou de fato. Mas isso não significa que somos obrigados a levar esse tipo de pessoa para nossas vidas. Exemplo: observem quem são meus amigos e andam comigo no dia a dia. Pouquíssimas pessoas, e tá tudo bem. Enquanto vocês mandam eu abrir os olhos, já abri até demais e sei quem é cada um”, disse ela.

“Odeio gente sonsa, principalmente os que querem mostrar bondado o tempo todo, nome de Deus na boca aqui, nome de Deus na boca ali, mas por trás é maldade, malícia, fofoca, rancor. Por isso mesmo, não sou uma delas, posso ser odiada ou amada, mas pelo que sou, por meus defeitos e qualidade, não por máscaras”, completou a amiga de Carlinhos Maia.

Emily Garcia mostra hematomas após briga por buquê — Foto: Reprodução/Instagram

Fonte: TOP FAMOSOS

Comentários

Continue lendo