Maria Silva Araújo morreu durante um procedimento cirúrgico no Hospital do Juruá.

Maria Silva Araújo, 27 anos, que foi brutalmente atacada pelo ex-marido, Cledson Costa, 24 anos, com 25 facadas não resistiu aos ferimentos e morreu neste sábado (10) durante cirurgia no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul.

Segundo a delegada que acompanha o caso, Carla Ívane de Brito, como Maria Silva Araújo morreu, o ex-companheiro responderá agora por crime de homicídio.

Maria Silva Araújo morreu durante um procedimento cirúrgico no Hospital do Juruá/Foto: Juruá Online
Maria Silva Araújo morreu durante um procedimento cirúrgico no Hospital do Juruá/Foto: Juruá Online

Após praticar o crime, Cledson tentou fugir de moto pelo Ramal Praia Grande, localizado na estrada da Variante, BR-364, mas foi seguido por um policial a paisana que pediu reforço de uma guarnição. O homem foi preso em um matagal, cinco horas após o crime. Ele foi conduzido a Delegacia Especializada de Proteção a Mulher e ao Adolescente (DEAM) e ouvido na sexta-feira (9) pela autoridade policial.

Cledson Costa da Silva é suspeito de tentar matar a ex-esposa com 25 facadas (Foto: Vanísia Nery/G1)
Cledson Costa da Silva é suspeito de tentar matar a
ex-esposa com 25 facadas (Foto: Vanísia Nery/G1)

Segundo a delegada, Cledson Costa da Silva alegou que era ameaçado pela mulher e só desferiu as facadas porque a vítima jogou a motocicleta contra ele.

De acordo com Maria Alcilene, amiga da família, o acusado não aceitava a separação e constantemente fazia ameaças. Na quinta-feira Alcilene chegou a comemorar a resistência da amiga quanto as facadas.

“Mesmo sofrendo várias perfurações, não houve necessidade de cirurgia. Ela está bem”, comemorou a amiga.

Com informações do Juruá Online

 

Comentários