A coleta de assinaturas que está sendo feita, será encaminhada ao governador do Acre.

Alexandre Lima, de Brasiléia/Acre

Com a intenção de não se tornar um movimento político, vários moradores resolveram se reunir e realizar um ato simbólico para chamar a atenção das autoridades em todas a áreas no município de Brasiléia, durante a manhã deste sábado, dia 25.

Como todos sabem, Brasiléia está ainda, em Estado de Calamidade, após ser cerca de 70% tomada pelas águas do Rio Acre e ter sua infraestrutura destruída em fevereiro passado, além das residências, comércios, praças e prédios públicos afetados diretamente.

Movimento quer chamar atenção dos moradores, principalmente das autoridades para ajudar Brasileia - Foto: Alexandre Lima
Movimento quer chamar atenção dos moradores, principalmente das autoridades para ajudar Brasileia – Foto: Alexandre Lima

Após 60 dias, a prefeitura ainda está fazendo sozinha, sem ajuda externa, realizando trabalhos de recuperação dentro de seus limites, haja visto que não tem dinheiro suficiente em caixa e precisaria ao menos (segundo levantado), de R$ 30 milhões de reais e anos para reestruturar toda a cidade.

Para piorar, existe uma clara evidencia de que alguns instituições públicas, possam ser retirados do centro da cidade como; Receita Federal, Correios, Polícia Militar, Suframa, Bancos, Sefaz, Eletrobrás e outros, deixando a população sem esses serviços essenciais.

Partindo dessa preocupação, o Movimento Acorda Brasiléia – MAB, está colhendo assinaturas para que possam levar às autoridades competentes, essas reivindicações . “Estamos fazendo um movimento para alertar as autoridades sobre esses problemas em nossa cidade. Não estamos atrelados a nenhuma bandeira política e vamos fazer todo o possível para que sejamos vistos e ouvidos, pois precisamos de ajudar para recuperar nossa cidade”, disse Adauto Sampaio, um dos organizadores da causa.

IMG_0015

IMG_0026

Comentários