IMG-20151213-WA0198

Alexandre Lima

A promessa do Estado em recolocar peritos criminais na fronteira para atender a regional do Alto Acre, apenas ficou no papel. Mesmo com pedidos de autoridades de vários setores, a Secretaria de Segurança Pública mentiu e enganou uma comissão de vereadores que esteve na Capital no início de novembro passado.

Segundo foi dito e garantido pelo Secretário Estadual de Policia Civil, Carlos Flávio, e o Coordenador do IML no Estado, Halley, que estavam na reunião, três peritos seriam disponibilizados para o município, no intuito de resolver essa problemática na regional que é composta por quatro municípios.

IMG-20151213-WA0297_1

Passado a reunião, até o momento nenhum perito foi disponibilizado e as vítimas, principalmente de acidentes e tragédias, estão tendo que esperar por horas no local, até que uma equipe seja deslocada da Capital até o interior.

Neste domingo (13), o senhor Francisco Nascimento (70), pilotava sua moto Honda/XLR, quando se chocou de frente contra outra no ramal Santa Luzia, localizado no km 84, com acesso pela BR 317 (Estrada do Pacífico).

Na outra moto, vinha Irismar Azevedo Marculino (35), com uma menor na garupa. Com o impacto, o motoqueiro caiu e teria quebrado o pescoço, indo a óbito no local, além de sofrer um grande corte no tronco, causado por um dos apoio do pés.

IMG-20151213-WA0300

A menor que seria afilhada da vítima teria se machucado após o impacto, foi atendida por uma equipe de socorristas mas não corria risco de morte.

O ancião se retirou do local por medida de segurança, por medo de represália de parentes, mas teria se apresentado posteriormente às autoridades. Somente por volta de cinco horas depois, os peritos teriam chegado no local, realizaram os trâmites e levaram o corpo para a necropsia na Capital.

O corpo teria previsão de chegada por volta das 22 horas, para ser entregue a funerária e em seguida aos familiares.

Matérias relacionadas:

Vereadores de Brasileia conseguem retorno de peritos do IML para o Município

Associação denuncia extinção da perícia criminal no Acre por falta de valorização

Regional do Alto Acre está sem perito criminal a cerca de 72 horas

IMG-20151213-WA0301

Comentários