Conecte-se conosco





Cotidiano

Morre paciente que seria transferido do Acre para Manaus em decorrência da covid-19

Publicado

em

O acreano Rodolfo Nascimento, morreu nesta segunda-feira (22), no Pronto Socorro de Rio Branco. Ele estava entre os pacientes que seriam transferidos para Manaus na última sexta-feira (20) por causa do colapso que se encontra o sistema de saúde no Acre, mas como seu quadro era delicado, ele não pôde ser transferido.

Rodolfo tinha 33 anos e estava com um estado de saúde considerado grave e no domingo (21) chegou a apresentar uma melhora, mas na tarde desta segunda teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. O seu falecimento foi confirmado por sua mãe, Maria Auxiliadora, a Dora como é mais conhecida pelo seu trabalho na Diocese de Rio Branco.

“Comunico a todos a partida do meu filho Rodolfo. Confiemos em Cristo. Ele é a nossa esperança”, diz postagem em seu Facebook.

Rodolfo era psicólogo, casado e estava internado desde o dia 11 de março, quando deu entrada no Instituto de Traumatologia do Acre (Into) com 70% do pulmão comprometido. Sua esposa também foi acometida, mas se recuperou em casa junto com a sua mãe, Auxiliadora, e sua irmã, sem necessidade de internação.

O pai de Nascimento está internado em Rio Branco, também devido a complicações da covid-19.

O psicólogo é o segundo paciente transferido de Rio Branco que não resite e morre, a primeira foi Sâmia de Fátima Almeida, de 43 anos, que foi transferida com covid-19 de Rio Branco para Cruzeiro do Sul e morreu poucas horas depois.

Comentários

Em alta