Conecte-se conosco





Extra

Monitorado ‘Tiririquinha’ é assassinado com cerca de 5 tiros em Epitaciolândia

Publicado

em

Luan Silva Santos (31), vulgo ‘Titiriquinha’, que vinha sendo monitorado pela justiça do Acre, teve sua vida ceifada na tarde desta quarta-feira, dia 16, quando estava na sua casa, localizada no Bairro José Hassem, na cidade de Epitaciolândia.

Tiririquinha era velho conhecido da justiça, envolvido com grupos criminosos que vem disputando espaço pela fronteira. Segundo foi apurado no local, o mesmo já teria optado pela saída do mundo do crime, mas, perdeu a vida quando dois indivíduos foram até sua casa.

A vítima foi chamada por um conhecido que estava na companhia de outro, quando saiu de casa, o homem sacou de uma pistola calibre .40 e efetuou vários disparos. Ao menos cinco o acertou, sendo dois nas costas, um no abdômen, outro encima do peito direito e um próximo a axila esquerda.

A companheira disse ao delegado titular do Município, Luís Tonini, que um conhecido da vítima chegou e o chamou, em seguida passou a ouvir os tiros e ao gritar, o mesmo ainda teria atirado em direção da casa e depois, foi embora tomado rumo ignorado.

Equipe do SAMU esteve no local, mas nada puderam fazer, a não ser atestar o óbito de Luan. Homens da Polícia Militar estiveram no local enquanto os policiais civis e do IML, chegavam. O corpo, após ser verificado, seria levado à Capital, onde passará por perícia e somente depois liberado aos familiares.

Buscas foram realizadas no Bairro e acreditam que a dupla tenha fugido para o lado boliviano, já que o bairro faz divisa com Cobija pelo igarapé Bahia. A primeira vista, o caso está sendo tratado com acerto d contas entre grupos de facções rivais.

Mais informações a qualquer momento.

Luan (camisa vermelha), ao ser preso em 2017 com acusado de ser um dos fundadores das facções no Acre – Foto/Arquivo.

Matéria Relacionada:

Membro fundador da facção ‘Bonde dos 13’ é preso em operação conjunta entre Brasil e Bolívia

Comentários

Em alta