fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Mistério: Jovem pode ter cometido suicídio na zona rural de Brasiléia

Publicado

em

Cena que intrigou às autoridades. O jovem pode ter amarrado as mãos com a camisa

Cena que intrigou às autoridades. O jovem pode ter amarrado as mãos com a camisa

Alexandre Lima

Era por volta das 10 horas deste domingo, dia 3, quando familiares do jovem Sandro Lúcio Kirten da Silva (18), foram avisados que o mesmo foi encontrado morto num ramal a cerca de oito quilômetros do km 52 da BR 317, Estrada do Pacífico, quando populares passavam pelo local e avistaram a cena.

Segundo foi apurado por policiais militares do 10º Batalhão, que se deslocaram até o local, o jovem teria se envolvido numa discussão com familiares no início da noite deste sábado (2), saiu foi para a casa de uma amigo onde tirou o seu colar do pescoço, e deveria ser entregue para sua namorada.

Foi embora e não foi mais visto até a manhã deste domingo. A pouco metros do ramal, populares avistaram o corpo de Sandro dependurado numa corda pelo pescoço já sem vida. Foi quando comunicaram as autoridades sobre o ocorrido.

O que chama atenção neste caso e intriga todos, seria o fato da vítima estar com as mãos amarrada pela sua camisa. Todas as hipóteses serão levadas em conta pelo perito criminal para que se possa dizer oficialmente que o jovem cometeu suicídio.

O caso passa a ser de competência do delegado titular do Município de Brasiléia. Em tempo, este é o segundo suicídio em menos de um mês.

Jovem teria discutido com familiares e saiu de casa para não mais voltar

Jovem teria discutido com familiares e saiu de casa para não mais voltar

 

Comentários

Continue lendo

Acre

Artesanato acreano bate recorde de vendas na 24ª Fenearte

Publicado

em

Juntos, os nove artesãos participantes faturaram R$ 413 mil

Destaque durante a 24ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), o artesanato acreano liderou o ranking de vendas com R$ 413 mil faturado. O evento, que é a maior feira de artesanato da América Latina, aconteceu de 3 a 14 de julho, em Olinda (PE), reunindo mais de 5 mil artesãos, expositores e empreendedores de todo o país.

Nove artesãos dos municípios de Rio Branco, Epitaciolândia, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira, destacaram-se pela qualidade e originalidade de seus produtos, que retratam a cultura e a biodiversidade da Amazônia.

O gestor de Artesanato, Cultura e Turismo, Aldemar Maciel, acompanhou todo o processo de seleção desde o início. “O Sebrae ofereceu suporte desde o edital de seleção, além da orientação e assistência para esses empreendedores, inclusive com ajuda de custo. Na feira, eles realizaram vendas tanto no varejo, quanto no atacado, para isso, foi necessário selecionar os produtos mais competitivos no mercado”.

Dentre os participantes, dois são premiados pelo Prêmio Sebrae TOP 100: Marchetaria do Acre e Doutor da Borracha. Segundo o gestor, as peças destas empresas são carro chefe de vendas. “São empresas já consagradas, que os clientes chegam ao estande procurando por seus produtos, e isso é bom porque traz visibilidade para os demais artesãos, que também conseguiram vender bastante nesta edição”, pontuou Maciel.

Para a artesã de biojóias e decoração, Márcia Lima, a participação na feira trouxe satisfação e sensação de dever cumprido. “Estou muito feliz. Agradeço muito a secretaria, que esteve conosco todos esses doze dias na feira, compartilhando nossas apresentações, nossas aflições, cansaço e nossas alegrias. O Sebrae foi um grande parceiro junto a nós. Só tenho a agradecer”, disse.

A participação dos artesãos acreanos foi viabilizada por meio de uma parceria entre Sebrae no Acre, Governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Turismo e Empreendedorismo (SETE), Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) e Programa Redd+Early Movers (REM KfW).

“A Fenearte é uma referência como Feira de Artesanato Nacional, sendo a maior feira de artesanato do Brasil e também uma referência de feira de artesanato da América Latina. Foram doze dias de comercialização intensa de produtos. Nosso estande estava repleto de produtos e tivemos esse resultado extremamente positivo e significativo”, disse o secretário de Estado de Turismo e Empreendedorismo, Marcelo Messias.

Outro ponto que vale destacar é a participação da empresa Doces Tropicais no evento. Com apoio do Sebrae, ela fez um investimento significativo na aquisição de um estande e obteve sucesso na comercialização dos produtos que levou para a feira, alcançando volume expressivo de vendas.  

Comentários

Continue lendo

Acre

Acusado de assassinar diarista a tiros é condenado a mais de 30 anos de prisão

Publicado

em

Em 20 de janeiro de 2020, o réu participou de uma fuga em massa do presídio, na qual 26 detentos escaparam do maior complexo penitenciário do Acre após escalar a muralha com “terezas” (cordas feitas de lençóis).

Sebastião foi rendido, obrigado a ajoelhar-se e executado com dois disparos na cabeça. O corpo foi encontrado somente à noite, horas após o crime.

A 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Rio Branco, condenou a mais de 30 anos de prisão o detento Raimundo Nonato dos Santos Fonseca, conhecido como “Didi”, acusado de executar o diarista Sebastião Rodrigues da Silva. O crime ocorreu no dia 3 de março de 2020, na residência da vítima, localizada no Beco Ouricuri, no Bairro Recanto dos Buritis.

De acordo com a investigação, Sebastião foi rendido, obrigado a ajoelhar-se e executado com dois disparos na cabeça. O corpo foi encontrado somente à noite, horas após o crime.

A denúncia apresentada pelo promotor Carlos Pescador foi julgada procedente, e o conselho de sentença do Tribunal do Júri acatou a tese do MP, condenando Raimundo Nonato dos Santos Fonseca. Didi terá que cumprir 31 anos e 14 dias de prisão em regime fechado. A decisão foi do juiz Robson Aleixo, durante sessão realizada na quinta-feira, 18, no Fórum Criminal da capital.

Durante o interrogatório, Didi assumiu a autoria do assassinato do diarista Sebastião Rodrigues da Silva. Consta na investigação que Sebastião foi rendido, obrigado a ficar de joelhos e, em seguida, foi assassinado com pelo menos dois tiros na região da cabeça.

Segundo o promotor Carlos Pescador, a vítima foi assassinada porque Didi suspeitava que ela teria passado informações a policiais penais sobre o paradeiro dos fugitivos do presídio. Em 20 de janeiro de 2020, o réu participou de uma fuga em massa do presídio, na qual 26 detentos escaparam do maior complexo penitenciário do Acre após escalar a muralha com “terezas” (cordas feitas de lençóis). Didi foi recapturado no dia 5 de junho de 2020 por investigadores da Delegacia de Homicídios. Na decisão, o juiz negou ao réu o direito de recorrer à sentença em liberdade.

Comentários

Continue lendo

Acre

Cruzeiro do Sul reforça segurança com barreiras e abordagens

Publicado

em

O Plano de Contingência tem força para conter qualquer ação criminosa que venha a acontecer, citou o comandante da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, tenente coronel Edivan Rogério.

A ideia é potencializar ações conjuntas com a proximidade de grandes eventos em Cruzeiro do Sul como a Expoacre Juruá

As forças de segurança mantêm dez barreiras em pontos de Cruzeiro do Sul e devem ampliar os locais de abordagens nos próximos dias. Há ainda revistas nos veículos e, em alguns casos, aos motoristas e passageiros. As ações da Polícia Militar, Grupo Especial de Fronteira- Gefron e Exército Brasileiro tiveram início na última terça-feira, 16, sem data para acabar e patrulhamentos urbanos e rurais também foram intensificadas. Tudo é parte de um Plano de Contingência de Segurança Pública.

“Neste período de verão, quando o movimento aumenta e com os eventos, teremos várias operações com o cercamento de toda a cidade.

Nós iniciamos com dez barreiras e deveremos ter muito mais. Temos também patrulhamento móvel. O Plano de Contingência tem força para conter qualquer ação criminosa que venha a acontecer”, citou o comandante da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, tenente coronel Edivan Rogério.

As medidas foram planejadas em reunião na segunda-feira,15, com os representantes da secretaria de Segurança Polícia Pública, Polícia Militar, Polícia Federal, direção do presídio Manoel Nery e Comando de Fronteira Juruá / 61° Batalhão de Infantaria de Selva -BIS. Além do Exército, outras Forças Federais vão colaborar com as ações preventivas. A ideia é potencializar ações conjuntas com a proximidade de grandes eventos em Cruzeiro do Sul como a Expoacre Juruá, Novenário de Nossa Senhora da Gloria e Festival da Farinha. Atenção especial é dada pelas autoridades de segurança, ao presídio Manoel Nery, em Cruzeiro do Sul.

Comentários

Continue lendo