Conecte-se conosco





Geral

Ministério Público ouve artista agredido com chave de fenda após beijar namorado

Pedro Lucas Lima Araújo, de 19 anos, teve o olho furado na agressão. MP diz que vai prestar apoio psicológico e acompanhar andamento da investigação.

Publicado

em

Artista de 19 anos é agredido com chave de fenda no AC e corre risco de perder a visão – Foto: Arquivo pessoal

Por Iryá Rodrigues

O Centro de Atendimento à Vítima (CAV), do Ministério Público do Acre (MP-AC), ouviu nesta semana o artista Pedro Lucas Lima Araújo, de 19 anos, que teve o olho esquerdo furado durante uma agressão em um bar em Rio Branco no final do mês de maio. A agressão foi durante uma discussão com um idoso no estabelecimento após o artista beijar o namorado.

O jovem corre o risco de perder a visão. Além de ouvir a versão do jovem, o MP informou que o centro também vai estar presente na fase de investigação policial e produção de provas periciais relacionadas ao caso, bem como prestará atendimento psicológico ao artista.

Pedro contou que ao entrar na confusão, levou um golpe ‘mata-leão’ e o autor, não satisfeito, pegou uma chave de fenda e empurrou contra seu olho esquerdo. O jovem foi parar no Pronto Socorro de Rio Branco, onde ficou internado por um dia.

“É muito doloroso, agora sinto medo desproporcional. Às vezes, acordo de madrugada pensando. Olhar no espelho não é a mesma coisa, ainda mais pra mim que sou uma pessoa muito vaidosa. É uma dor, um trauma, passar por uma experiência de quase morte. Só o que eu quero é justiça, não quero vingança, não quero que ele morra, só quero entender o porquê disso. Espero muito recuperar minha visão, ainda não perdi as esperanças. Estou firme e sigo vibrando na energia da cura, da esperança e da justiça”, disse o jovem ao G1 no dia da entrevista.

Crime de homofobia

Para o namorado do artista, Sérgio de Carvalho, o caso tem ligação com crime de homofobia. “Eu tinha estado lá antes, ainda beijei ele, não acho que foi o motivo, mas quando veio a confusão, veio o ódio. Não justifica fazer o que esse cara fez, era ódio. Por isso que acho que uma das camadas que tem por aí, com certeza, é isso [homofobia].”

A mãe do jovem, Suanny Lima também usou as redes sociais para desabafar sobre o ocorrido com o filho. Ela lamentou o fato de o artista poder não voltar a enxergar.

“Há uma semana meu filho caçula foi espancado por várias pessoas e teve o olho furado com uma chave de fenda. Meu filho é músico, tinha a vida pela frente, estava com muitos projetos para concluir. E, se eu como mãe estou indignada e revoltava com a impunidade, sentindo uma dor que não tem tamanho, imaginem como não está o meu filho, com a autoestima baixa, vendo todos seus sonhos um dia tão desejados indo por água abaixo, porque não sabe se voltará a enxergar. Não sei qual palavra define melhor, o motivo pelo qual esse delinquente fez isso com meu filho, se motivo torpe ou fútil. Espero que haja justiça, pois se aconteceu com meu filho pode acontecer com o seu”, relatou.

A irmã de Araújo, Mayara Lima, falou em “violência desproporcional” e chamou o agressor de sociopata. “Até quando vamos viver em uma sociedade tão desumana e doente? Até quando expressar a liberdade terá um alto preço? Até quando jovens do nosso país passarão por violências desproporcionais pelo simples fato de se expressarem? Até quando?”, questionou.

Comentários

Em alta