O adolescente foi encontrado pela equipe de socioseducadores no buraco que eles chama de “boi” dentro do banheiro

Pousada foi isolada pela polícia
Pousada foi isolada pela polícia

Um adolescente infrator morreu na noite desta sexta feira (15) dentro da Unidade Socioeducadora Aquiry, em Rio Branco. Agentes suspeitam que ele foi espancado pelos colegas de cela até a morte causada por traumatismo craniano.

Segundo o presidente do Sindicato do Socioeducadores do Acre, Betho Calixto, afirmou que a vítima foi espancada até a morte e que a cela não suportava cinco menores.

“Foi espancamento, sim, já eram quatro menores e mais a vítima que estavam dentro de um alojamento que comporta apenas quatro. Três menores partiram para cima da vítima. Até onde eu sei todos eram menores. A perícia ainda está examinando a causa da morte”, disse.

Betho negou que os agressores tenham usado objetos perfurantes. Ele acredita que a morte foi causada após a vítima bater a cabeça no chão da cela.

“O menino foi encontrado deformado dentro do banheiro após sofrer agressões física”.

O adolescente foi encontrado pela equipe de socioseducadores no buraco que eles chama de “boi” dentro do banheiro, sem vida.

Uma Unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda chegou a comparecer a unidade, mas nada puderam fazer, pois a vítima já estava morta.

Todos os envolvidos foram separados e serão apresentados no Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA).

O corpo do jovem foi levado para os Instituto Médico Legal (IML). A reportagem entrou em contato com a assessoria da Segurança Pública, mas até o fechamento desta edição não recebeu retorno sobre o caso.

Comentários