Conecte-se conosco





Acre

Membro fundador da facção ‘Bonde dos 13’ é preso em operação conjunta entre Brasil e Bolívia

Publicado

em

Dupla foi presa no lado boliviano e foram entregues às autoridades acreanas.

Alexandre Lima e Almir Andrade

Uma operação conjunta onde envolveu policiais militares e civil do Acre, junto com homens da Polícia Nacional Boliviana, conseguiram êxito em prender um dos homens mais procurados no Estado e que estava foragido e tinha mandato de prisão para sua captura.

Mário Jorge da Silva (43), que estava com documentos falsos, é considerado um dos fundadores e integrantes da facção ‘Bonde dos 13’. Vinha sendo procurado pela justiça acreana nos quatro cantos do Estado e resolveu se esconder na cidade de Cobija, capital de Pando, lado boliviano.

O serviço de inteligência da Polícia Militar do 10º Batalhão e Civil, conseguiram obter informações do seu paradeiro. Passado os dados para a polícia boliviana, o mesmo passou a ser monitorado num hotel, onde ficava o dia trancado e saía somente a noite.

Foi quando também descobriram que estava tendo auxilio de outro foragido da Justiça, bastante conhecido na fronteira, Luan Silva Santos (28), vulgo ‘Titiriquinha’. Com a operação montada, se descobriu que Mário e Luan vinham trabalhando para conseguir armas, munição e drogas, afim de abastecer as facções na capital acreana.

Marcio e Luan foram detidos no lado boliviano e foi descoberto que havia nos celulares, conversas entre os principais membros das facções, onde detalhavam possíveis acordos para aquisições no lado boliviano.

A dupla foi entregue na divisa entre Cobija e Epitaciolândia durante a noite, para policiais militares que conduziram os dois para a delegacia, onde seriam ouvidos pelo delegado e em seguida conduzidos para o presídio na Capital, ficando a disposição da justiça acreana.

Veja vídeo reportagem com Almir Andrade.

VEJA VÍDEO REPORTAGEM DA TV BOLIVIANA UNITEL

Comentários

Em alta