Conecte-se conosco





Flash

Médicos da Universidade de Pando entram em greve por 24 horas após denúncia de estudante de Medicina

Publicado

em

Por Willamis Franca, do Notícias da Hora

Professores do curso de Medicina da Universidade Amazônica de Pando na Bolívia decidiram realizar uma greve de 24 horas nesta quinta-feira (10) após denúncias ao Notícias da Hora, na manhã da última terça-feira (8), de que profissionais que dão aula na instituição estariam extorquindo e assediando alunos para que fossem aprovados em matérias do curso na instituição de ensino.

A notícia veiculada no jornal eletrônico foi transmitida através de um canal de TV de Pando. Os médicos da universidade montaram uma comissão e decidiram por unanimidade realizar uma paralisação de um dia para que as autoridades da universidade investiguem o caso e descubram de onde saiu a denúncia.

Jymmy Choq, um dos médicos que formam a comissão, acredita que a reprovação de alguns estudantes através de médicos mais restritos ao longo do curso, seria um dos motivos da denúncia.

Já a professora Sandra Villa foi mais dura em suas palavras: “A universidade deve começar a pensar para onde vão esses estudantes. Vamos formar alunos que se vão após formarem em nosso pais, e mesmo assim o estado de Pando vai continuar pagando para essa gente continuar estudando aqui, e como eles vão devolver esses recursos que são aplicados neles, sendo que se vão assim que concluírem o curso?”, diz.

Sandra Villa também pediu uma investigação urgente na instituição para apurar a denúncia, pois de acordo com ela os médicos não podem permanecer nesta situação vexatória.

Comentários

Em alta