Conecte-se conosco





Brasil

Manifestantes protestam contra o governo Bolsonaro em diversas capitais

Protestos convocados pelo MBL, Vem Pra Rua e Livres foram articulados em paralelo aos atos de 7 de Setembro

Publicado

em

Rafaela Lara Giovanna Galvani da CNN

Manifestações contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocorrem em diversas capitais e cidades brasileiras neste domingo (12).

Os atos, que começaram ainda de manhã, pedem o impeachment de Bolsonaro e cobram por mais vacinas contra a Covid-19.

Sob o mote “Fora Bolsonaro”, os protestos estão previstos para 19 capitais ao longo deste domingo. As articulações e adesões em torno das movimentações de hoje começaram em paralelo à organização das manifestações de 7 de Setembro, que foram a favor do presidente.

Na Avenida Paulista, em São Paulo, os manifestantes começaram a se concentrar nas imediações do Museu de Arte de São Paulo (Masp) às 11h. Por volta das 15h, o ato na Paulista se dividia em três grupos, que carregam bandeiras e faixas contrárias ao governo.

O grupo principal está reunido no Masp e usa camisetas brancas. Outros dois grupos estão espalhados em outros pontos da avenida – a manifestação divide espaço com pedestres e turistas que caminham na Paulista fechada para carros.

Em Brasília, o ato conta com a participação de aproximadamente 20 pessoas, que se concentraram próximas à Biblioteca Nacional. O grupo carregava faixas de apoio ao impeachment e cobrava o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

No Rio de Janeiro, os manifestantes se concentraram em Copacabana, na zona sul, ao lado de um carro de som a partir das 10h. No começo da tarde, o ato já havia sido encerrado.

Os presentes utilizaram camisas brancas e pretas, além de empenharem bandeiras e cartazes. Um carro de som foi usado no protesto. O objetivo, segundo os organizadores, era a defesa a democracia. Além do impeachment do presidente Bolsonaro, havia também cobrança por mais vacinas contra a Covid-19.

Em Salvador, Manaus e Belo Horizonte, os atos aconteceram a partir das 8h, mas também já estavam dispersos no começo da tarde.

Na capital mineira, o ato ficou concentrado na Praça da Liberdade, região central, e foi encerrado por volta de 12h50. Manifestantes carregavam bandeiras de partidos políticos e cartazes contra o governo – um carro de som também esteve no local.

Atos convocados em Florianópolis, Curitiba e Goiânia começaram por volta das 10h e devem seguir até 18h. Em Porto Alegre, a manifestação contra o governo deve acontecer a partir das 13h.

Os protestos são organizados pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelos grupos Vem Pra Rua e Livres. A articulação atraiu o apoio de políticos de direita, de centro e de esquerda, mas ainda divide a oposição.

Comentários

Em alta