A Telemar, que tem participação nas ações da Contax, é suspeita de ser beneficiada por Lulinha, investigado pelo MPF e PF por tráfico de Influência.

Foto de Ricardo Stuckert - Instituto Lula/Divulgação
Foto de Ricardo Stuckert – Instituto Lula/Arquivo – Divulgação

Wiliandro Derze, da ContilNet Notícias

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve vir ao Acre no início do próximo mês inaugurar o call-center da empresa Contax, ligada a Telemar/Oi. Esta última é suspeita de envolvimento com Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, investigado pelo Ministério Público Federal (MPF)  e Policia Federal por tráfico de influência.

A empresa Contax, que operará o call-center em Rio Branco em maio, tem fortes ligações societárias com a Telemar/Oi que comprou 35% das ações da Gamecorp empresa de Lulinha, que início seu capital com R$ 10 mil e vendeu parte das ações um ano depois de sua fundação por R$ 5 milhões.

Um dos documentos obtidos pela reportagem da ContilNet Notícias apresenta a empresa Telemar/Oi comprovando que tem participação ativa na Contax. O envolvimento da Telemar nos escândalos de tráfico de influência com o filho do Lula é analisado pelo MPF e PF.

As investigações começaram no objetivo de analisar as reais aproximações de Lulinha e os recursos gerados em compra de ações e empréstimo junto ao BNDS.

Contax e seus problemas

A empresa Contax apresentou durante alguns anos problemas junto à Justiça do Trabalho por não cumprir requisitos exigidos pela lei. Entre as principais irregularidades verificadas pela fiscalização estão a falta de higiene no ambiente de trabalho, o não fornecimento de equipamentos de proteção individual e o assédio moral por parte de supervisores e coordenadores.

O Estado que a empresa foi instalada e acabou surgindo vários problemas na área trabalhista foi Pernambuco. Um dos casos também que chamou a atenção foi a pressão para que os funcionários não bebessem água. Tendo como objetivo de reduzir as idas ao banheiro, atualmente estipuladas em apenas uma, de no máximo cinco minutos por funcionário.

A  empresa de call-center deve gerar mais de 2.500 empregos no Acre, e a inauguração terá a participação de Lula, que foi convidado pelo governador Tião Viana (PT) a estará presente na solenidade.

Comentários