O Delegado-Geral da Polícia Civil o Acre, José Henrique Maciel Ferreira destacou as ações de combate ao crime organizado realizadas em todo o Estado.

O homicida ainda se escondeu no forro da residência, mais foi localizado e preso pelos agentes de polícia.

A equipe de policiais civis da cidade de Mâncio Lima, coordenados pelo delegado José Obetânio, realizaram mais uma relevante prisão no município da região do Juruá, trata-se de Uendel Yuri Rodrigues Maia, 22 anos, que figura como líder da organização criminosa Comando Vermelho e traficante naquela localidade, que foi preso durante uma ação nas primeiras horas desta quarta-feira, 17.

Contra o faccionado existem três mandados de prisão, sendo dois por homicídio e um por integrar organização criminosa.

De acordo com informações da Polícia Civil, em meados de novembro do ano passado o acusado matou a tiros Francisco Diemesson da Silva Cruz numa disputa territorial dos grupos criminosos.

Foi ele também quem executou a tiros Roseane da Silva Souza, uma garota de 14 anos de idade e que estava grávida. Na ação criminosa o companheiro da jovem, Uerdeson da Silva Ferreira ficou ferido.

Após meses de investigação os policiais descobriram a localização do esconderijo do acusado e, ainda na madrugada de hoje, realizaram um cerco ao local. O homicida ainda se escondeu no forro da residência, mais foi localizado e preso pelos agentes de polícia.

O delegado José Obetânio ressaltou a importância da prisão do homicida para o combate à criminalidade na cidade de Mâncio Lima.

“Essa é mais uma importante prisão que realizamos aqui na região. Esse homem é um individuo de alta periculosidade, líder ‘forte’ de facção, traficante e que executou duas pessoas e tentou contra a vida de outra no final do ano passado. Uma dessas execuções foi de uma garota de 14 anos e que estava grávida, um crime que chocou a sociedade do município. Estamos trabalhando forte no combate à criminalidade e não vamos permitir que indivíduos como esse se ‘criem’ na nossa cidade, vamos agir de forma dura, eficiente e nos rigores da Lei.”, declarou José Obetânio.

O Delegado-Geral da Polícia Civil o Acre, José Henrique Maciel Ferreira destacou as ações de combate ao crime organizado realizadas em todo o Estado.

“Não importa onde e nem as dificuldade que iremos encontrar, cumpriremos o nosso dever constitucional. A Polícia Civil estar trabalhando forte no combate aos grupos criminosos em todo o Estado e não vamos recuar, vamos enfrentar de forma enérgica e dura esses bandos que insistem em agir no Acre. Estamos atentos a todas as ações desses criminosos que, com certeza, irão ser identificados e presos.”, afirmou Henrique Maciel.

O homicídio da grávida de 14 anos aconteceu em novembro do ano passado. O alvo de Neguinho e Iuri era o marido da menor, que também foi alvejado por tiros, mas resistiu. Ela e o bebê morreram na hora.

Comentários