Nesta terça-feira, 31, a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, assegurou que o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) vai continuar pautando a sua atuação no que se refere ao coronavírus de acordo com as recomendações das autoridades de saúde. A orientação tem sido compartilhada com membros e integrantes de sua equipe durante reuniões realizadas por videoconferência.

“Esse é um momento que exige união e responsabilidade, por isso, é tão importante que o nosso trabalho seja orientado pelas recomendações da  Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e autoridades de saúde locais. Os problemas econômicos merecem a nossa atenção, mas proteger as pessoas é o mais importante e, nesse momento, a orientação dos especialistas é que fiquemos em casa”, diz.

No domingo, o MPAC, juntamente com o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT), recomendou ao governo do Estado prorrogar a suspensão de atividades e eventos com aglomerações por 15 dias como forma de reduzir os riscos de contágio pelo coronavírus.

O governo estadual também foi orientado a não ampliar o rol de atividades econômicas e serviços. Isso porque médicos especialistas têm alertado reiteradamente que a quarentena é fundamental para evitar o crescimento de casos de Covid-19.

O último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), na tarde de ontem, mostrou que o Acre tem 41 casos confirmados. No Brasil, o primeiro caso foi confirmado no final de fevereiro e, atualmente, atualmente são 4.579 pessoas infectadas, de acordo com o último balanço anunciado pelo Ministério da Saúde.

Para reduzir os riscos de contágio de membros e servidores, e do público em geral, pela Covid-19, o MPAC adotou uma série de medidas. Porém, as atividades não foram afetadas, isso porque foram implantados o teletrabalho e plantão extraordinário.

O atendimento ao cidadão vem sendo feito, preferencialmente, por telefone ou email, sendo mantido o atendimento presencial somente em casos excepcionais.

Comentários