i011974_272A vara de execuções penais de Rio Branco concedeu liberdade provisória ao poeta e ex-militante petista Antônio Manoel Camelo Rodrigues, preso  em 2002 e condenado a 34 anos por estupro  de uma criança de apenas 11 anos. A decisão é datada de 14 de outubro de 2014.

A juíza Luana Campos, titular da Vara,  foi responsável por conceder a progressão de regime fechado para o regime semiaberto sob alegação do detento ter cumprido uma sexto da pena e ter bom comportamento carcerário.

De acordo com a decisão da magistrada, a liberdade do poeta, que foi condenado também por fazer parte de uma rede de prostituição de menores, está condicionada para que ele não saia da residência de uma de suas irmãs durante o período noturno, não  frequentar  bares,  boates,  botequins,  festas ou estabelecimento  de reputação  duvidosa, não  ingerir  bebida  alcoólica ou  fazer  uso  de substância  entorpecente ou que  cause dependência física ou psíquica.

Em janeiro deste ano, Antônio Manoel foi aprovado e  ficou entre os 50 classificados do curso de Filosofia da Universidade Federal do Acre. O poeta tinha participado do Exame Nacional do Ensino Médio e foi classificado através do Sisu, o Sistema de Seleção Unificada. Na época, a juíza Luana Campos afirmou que não havia qualquer possibilidade do poeta voltar a estudar em um ambiente fora da penitenciária.

Fonte: ac24horas

Comentários