Conecte-se conosco





Flash

Julgado por compra de votos, relatora adia julgamento de Ilderlei Cordeiro

Publicado

em

Recurso será julgado na última sessão deste ano, dia 17

AGazeta

Marcado para manhã desta segunda-feira (2), no Tribunal Regional Eleitoral do Acre, o julgamento do recurso impetrado pelo prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, contra a decisão de primeira instância que cassou o seu mandato foi adiado pela relatora, Juiza Mirla regina.

Segundo a juiza, o susrgimento de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade fará necessarios ajustes no relatorio do julgamento que deve acontecer no dia 17 deste mês (ultima sessão do ano de 2019).

O caso diz respeito a um flagrante por compra de votos de um candidato a vereador pelo PSDB, na última eleição municipal. Ilderlei Cordeiro foi arrolado porque chegou ao recinto depois do ocorrido.

Se mantidas as condenações e os embargos não forem aceitos, seria então marcada uma nova eleição para um mandato-tampão, cujo vencedor ficaria até o novo eleito assumir em 2020. No caso de condenação a previsão é que tudo só tenha o seu desfecho para fevereiro de 2020, após o julgamento dos embargos.

Comentários

Em alta