Momento em que a arma foi encontrada debaixo da casa. Seria usada para matar desafeto
Momento em que a arma foi encontrada debaixo da casa. Seria usada para matar desafeto

Alexandre Lima

Um jovem de 19 anos, que mora no Bairro Alberto Castro na cidade de Brasiléia, foi preso após uma denuncia através do 190 (Emergência), quando uma criança de 8 anos foi supostamente ameaçada por uma arma de fogo por volta das 10:50 desta quarta-feira.

Gilmar disse que pegou a arma emprestada para se proteger
Gilmar disse que pegou a arma emprestada para se proteger

Uma equipe composta por homens da Polícia Militar (Reservado) e investigadores Civis, se deslocaram até o endereço da denuncia. No local, encontraram Gilmar Gomes de Souza Neto (19), conhecido no mundo do crime e no envolvimento em um dos furtos no pátio do Detran em Brasiléia.

A primeira vista, Gilmar negou que tivesse alguma arma consigo, mas, ao revistarem alguns dos móveis casa, foi localizado uma ‘bala’ calibre 9 milímetros, de uso exclusivo das forças militares. A partir daí, não tinha mais argumentos para os investigadores.

Foi quando o jovem confessou e disse onde estaria a arma uma pistola semiautomática Browning, calibre 9mm, de fabricação belga. Gilmar havia enrolado num pedaço de pano e saco plástico, para depois enterrar debaixo da casa. em sua defesa, disse que estava com a arma emprestada a cerca de três dias para se proteger, pois havia se envolvido numa briga.

Outra versão contada aos investigadores, Gilmar contou que possivelmente aconteceria uma tragédia contra um traficante conhecido no Bairro, com quem teria se envolvido numa briga e apanhou no rosto. Então, iria se vingar da humilhação ocorrido no forró da cidade no último final de semana.

Para sorte do traficante e azar de Gilmar, a arma foi tirada de circulação e foi conduzido para uma das celas da delegacia de Brasiléia, onde seria ouvido pelo delegado e poderá ser transferido para o presídio estadual na Capital, sob acusação de porte ilegal de arma de fogo exclusiva, além de dizer quem era o proprietário da mesma.

Pistola está com o número de série raspado. É de origem belga e pode ter sido adquirida no lado boliviano - Foto: Alexandre Lima
Pistola está com o número de série raspado. É de origem belga e pode ter sido adquirida no lado boliviano – Foto: Alexandre Lima

Comentários