Preocupada em conscientizar a sociedade sobre a importância da Saúde Mental, a Care Plus conta com programas para cuidar do equilíbrio emocional 

Janeiro sempre é associado a um recomeço. Um momento de colocar as metas em prática e mudar tudo o que foi postergado até então. É um período, inclusive, em que muitas pessoas buscam por ajuda profissional para melhorar os cuidados com a saúde. Pensando nisso, em 2014, foi criado o Janeiro Branco, uma campanha dedicada a instruir a população sobre o tema da Saúde Mental.

A intenção da campanha é convidar todos a refletirem sobre suas vidas, seu sentido e seu propósito, a qualidade dos relacionamentos e o quanto as pessoas se conhecem, sabem de suas emoções, pensamentos e comportamentos. A ideia desse movimento é também criar uma cultura voltada para os cuidados com a mente, conscientizando todos a colocarem a saúde mental em evidência e, também, prevenir o adoecimento emocional.

“É muito importante falar sobre a saúde mental e ter informações corretas sobre o assunto. É preciso quebrar o tabu e o preconceito sobre o tema. Assim como outras doenças físicas, a mental tem igual importância e não se deve ter vergonha em procurar ajuda. É necessário disponibilizar e facilitar o acesso ao tratamento”, diz a psicóloga Melina Cury, coordenadora de psicologia da Care Plus. A médica ainda afirma que a prevenção e o cuidado devem começar dentro de casa: “Todos precisam ter atenção ao trabalho, nas escolas, nos serviços de saúde e até mesmo nas mídias, tratando a informação com ciência e ensinando às pessoas a se auto-observarem e se autocuidarem, mostrando o caminho da solução”.

Por esse motivo, a Care Plus criou o Mental Health, um programa pioneiro focado no equilíbrio emocional de forma humanizada, dedicada e personalizada, que conta com atendimento via telefone, 24 horas, sete dias por semana, e profissionais de diferentes especialidades, como psiquiatria, psicoterapia, Aba, Denver, entre outras.

“Para evitar a piora de sentimentos e estados emocionais, que são comuns às pessoas, como tristeza, raiva, angústia e ansiedade leve, é importante sempre observar o dia a dia, como estão as emoções e os pensamentos. Se um sentimento ruim dura muito tempo, se ele atrapalha a pessoa em executar outras funções, como trabalho, estudos, amizades, relacionamentos, também é fundamental observar a possível tensão em excesso em algumas partes do corpo e o surgimento de outros sintomas físicos. Nesse sentido, caso se perceba intensidade, longa duração de emoções e pensamentos ruins, é hora de buscar ajuda profissional”, defende Melina.

Vale lembrar que se a cabeça e o corpo possuem sinergia, eles “caminham” juntos; é muito importante cuidar da integração dos dois. Atitudes como manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos com frequência, ir ao médico e ao dentista com regularidade, possuir momentos de lazer, ações prazerosas e visar conexões com pessoas que se gosta, são caminhos para uma vida mais leve, saudável e feliz.

Comentários