A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe se encerra no dia 5 de junho.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe se encerra no dia 5 de junho. Isso significa que todas as pessoas que precisam tomar a vacina para se proteger contra o Influenza, e ainda não se imunizaram, devem comparecer a um posto de saúde. Até agora, pouco mais 63% da população foi vacinada; faltando ainda cerca de 29 milhões de pessoas, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Apesar dessa fase da campanha ter o público prioritário formado por professores das escolas públicas e privadas, e adultos de 55 a 59 anos, a oportunidade está aberta a todos.  É o que afirma a coordenadora geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fontana. “Essa divisão levou em consideração e também a capacidade do laboratório parceiro na entrega do quantitativo necessário das vacinas dentro do prazo previsto. Mas todas as pessoas que estiverem contempladas em qualquer uma das etapas da campanha, e que não tiveram a oportunidade de se vacinar, podem procurar um serviço de vacinação da campanha até o dia 5 de junho”, explicou.

Neste momento, em que o mundo vive uma pandemia por conta do novo coronavírus, a vacina contra o Influenza é importante para ajudar no diagnóstico da Covid-19, pois é uma forma de diferenciar mais rapidamente uma doença da outra, apesar de não ser uma vacina que protege contra o coronavírus.

Essa vacina ajuda a evitar que as pessoas com maior facilidade de ter casos graves por causa da gripe, precisam ser internadas ou mesmo que ocorra morte, como explica a coordenadora geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fontana. “A vacinação contra o Influenza é muito importante para reduzir complicações, internações e, também, óbitos decorrentes das infecções pelo vírus da gripe”, afirmou.

Segundo ela, “todos os serviços de vacinação do país estão orientados a fazer a vacinação do público-alvo de forma segura, conforme orientações que já foram amplamente divulgadas pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de evitar aglomerações e prevenir a disseminação da Covid-19”.

O público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe é formado por Idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, trabalhadores portuários, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas com deficiência, professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (pós-parto até 45 dias) e pessoas de 55 a 59 anos. Em caso de fila, as pessoas, dos grupos prioritários, devem manter distância de dois metros da outra pessoa. Para mais informações, acesse: saude.gov.br/vacinabrasil.

Comentários