fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Imigrantes retornam para a Ponte da Integração após confronto com autoridades peruanas

Publicado

em

O movimento migratório que reúne hoje mais de 400 pessoas – a maioria haitianos – na fronteira do município de Assis Brasil com o Peru, atingiu um momento de grande tensão nesta terça-feira, 16, quando o grupo entrou em conflito com a polícia peruana, forçando a travessia proibida pelo governo do país vizinho.

Mesmo tendo conseguido atravessar para a cidade de Inãpari, as autoridades peruanas impediram a continuação do grupo pelo país devido, principalmente, ao avanço da pandemia de Covid-19. Assim, eles foram reunidos e obrigados a voltar para a Ponte da Integração, onde o acampamento foi retomado.

Imigrantes retomaram o acampamento na Ponte da Integração Foto: Samuel Bryan.

A Prefeitura de Assis Brasil cedeu um abrigo na cidade e pediu para que os estrangeiros deixassem a ponte, mas o grupo decidiu enviar apenas mulheres e crianças. Segundo representantes dos grupos, os homens resolveram ficar na ponte como uma forma de pressionar o governo peruano pela abertura.

O prefeito de Assis Brasil, Jerry Correa, decretou estado de calamidade pública ainda nesta segunda-feira, 15,  e segue nas tratativas para que o governo federal intervenha na situação. Segundo ele, o município não tem condições de continuar arcando com abrigo e alimentação dos estrangeiros por mais tempo. Autoridades acreditam que só nos últimos dois dias, mais 80 estrangeiros tenham se juntado ao grupo.

Prefeitura de Assis Brasil cedeu um abrigo na cidade e pediu para que os estrangeiros deixassem a ponte, mas o grupo decidiu enviar apenas mulheres e crianças Foto: Samuel Bryan.

Para a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), o maior perigo é a disseminação da pandemia de Covid-19. Nesta terça-feira, 16, foi registrado na Unidade Mista de Assis Brasil a primeira imigrante contaminada pelo coronavírus. Já bastante debilitada pela doença, com o esforço da equipe, ela conseguiu ser transferida para a unidade de referência em Brasileia, onde foi intubada.

Outros imigrantes têm procurado atendimento na unidade que já está sobrecarregada com as demandas do município, que hoje possui o maior nível de contaminação por Covid-19 no Acre, proporcionalmente, além do crescimento dos casos de Dengue e o risco de alagação. A Vigilância Sanitária estadual já deixou um plano de contingência no município para o caso de enchente.

O governador Gladson Cameli, em parceria com a bancada federal do Acre, segue nas tratativas com a União, por meio do Ministério das Relações Exteriores, para que uma solução para a crise possa ser tomada.

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Epitaciolândia entrega mais três Salas de Atendimento Educacional Especializado no Município (AEE)

Publicado

em

A ação faz parte da programação em alusão ao 32º aniversário de emancipação político-administrativa de Epitaciolândia.

A prefeitura de Epitaciolândia através da Secretaria Municipal de Educação (Semed) entregou três salas de Atendimentos Educacionais Especializadas com o intuito de oferecer a comunidade um atendimento inclusivo e especializado para melhor contribuir com o desenvolvimento e estimulação cognitiva de crianças neurotipicas.

O prefeito Sérgio Lopes acompanhado do Secretário Municipal de Educação Raimundo Nonato da Silva Gondim, durante toda está quarta-feira, 24, estiveram nas escolas para fazer a entrega das salas com os equipamentos, pela manhã, foi inaugurada a Sala do ARR na Escola Municipal Rural-Escola do Campo José Benicio Moreira, o município sai na frente sendo um dos pioneiros em implantar salas especificas na zona rural.

Pela parte da tarde dando sequencia foi feito a entrega de mais duas salas, sendo: uma instala na Escola Municipal Raimunda da Cunha Aires e a outra na Escola Modelo José Hassem Hall Filho. Com a presença do prefeito Sérgio Lopes, Secretário Gondim, Fabiana Ribeiro Gestora da Escola, Sandra Saraiva Coordenado da Educação Especial, pais, alunos e representante do Sicred/Biomas (parceiro da escola). Foi inaugurada a Sala Centro de atendimento inclusivo e especializado.

A Sala de Atendimentos Educacionais Especializados da Escola José Hassem Hall Filho tem o que há de mais moderno nesse seguimento com equipamentos digitais intuitivos que promovem o desenvolvimento da criança atendida, foi adquirido um Educ-table que estimula a criança através de jogos educacionais, além disso, a escola é a única do estado do Acre que possui Lousa Digital que funciona a partir de um computador integrado, um quadro sensível ao toque e um projetor. O quadro é colocado em um local e o projetor lança o conteúdo do computador sobre a superfície, garantindo que a informação seja exibida na proporção adequada para que todos visualizem.

O prefeito Sérgio Lopes enfatizou os avanços que Epitaciolândia teve em sua gestão em todas as áreas, especificamente na qualidade da educação.

“São avanço significativos em todas as áreas, porem na educação me sinto feliz em dizer que avançamos muito, temos escola com qualidade e conforto para alunos e servidores, estamos investindo em tecnologia para facilitar o aprendizado, hoje estamos entregando mais três Salas do AEE, modernas que vão possibilitar uma maior inclusão as nossas crianças, estamos investindo muito na educação por entender que através dela que vamos formar bons cidadãos, educação de qualidade é garantia de um futuro promissor.” Destacou Sérgio Lopes.

O município hoje conta com cinco salas do AEE, atende 165 crianças. Público-alvo da Educação especial, que são as crianças com deficiências, transtorno do espectro autista, altas habilidades e superdotação. Sendo: Escola Bela Flor, José Hassem Hall Filho, Escola João Pedro da Silva, Escola Raimunda da Cunha Aires e Escola do Campo José Benicio Moreira (zona rural).

 

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Brasiléia promove formação para professores de Educação Infantil

Publicado

em

A cidade de Brasiléia, por meio da Secretaria de Educação, dá início a um importante percurso formativo para os professores do Ensino Infantil. Com o objetivo de promover a oralidade, leitura e escrita nesta etapa crucial da educação, a iniciativa faz parte do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada.

Na noite de terça-feira, 23 de abril, cerca de 70 professores da rede municipal de Educação Infantil se reuniram para o primeiro encontro desta formação. O evento contou com a presença de autoridades educacionais, incluindo o Coordenador de Ensino, Jesus Bispo, a Coordenadora de Ensino Infantil, Elizangela Ferreira, e a Gestora da Escola Menino Jesus, Maria Castro.

O principal objetivo desta iniciativa é garantir uma educação de qualidade desde os primeiros anos de vida escolar. A formação visa capacitar os professores para proporcionar um ambiente propício ao desenvolvimento das habilidades de comunicação e alfabetização das crianças, fundamentais para o seu sucesso acadêmico futuro.

Este compromisso com a formação continuada dos educadores reflete o empenho da Prefeitura de Brasiléia em oferecer uma educação infantil de excelência, preparando as novas gerações para os desafios do mundo moderno.

Comentários

Continue lendo

Flash

Vídeo: Alvo da Operação “Portas Abertas” tem habeas corpus negado

Publicado

em

O policial penal Romilson da Silva, foi preso no dia cinco deste mês, em Rio Branco. O agente de segurança pública, foi um dos alvos da Operação Portas Abertas, deflagrada pela Policia Civil.

A ação policial investiga uma possível facilitação de agentes públicos, na rebelião que deixou cinco mortos, em julho do ano passado, no presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro Alves.

Quase três semanas após a operação da operação. A defesa do policial penal ingressou com a liminar de um habeas corpus.

No recurso, o advogado alegou que não há justificativa para a decretação da prisão preventiva e destacou que o Romilson, tem condições pessoais favoráveis, como bons antecedentes e residência fixa.

Mas na decisão, que negou o pedido, o desembargador Francisco Djalma disse, que a concessão de medida liminar em sede de habeas corpus, só é admitida em caráter excepcional, quando houve flagrante ilegalidade ou abuso de poder.

Ele disse também, que o juiz de primeiro grau, justificou a prisão do policial penal para a garantia da ordem pública.

Ainda na operação deflagrada no dia cinco deste mês, outros quatro policiais penais foram afastados das funções por 90 dias.  O inquérito do caso, ainda não foi finalizado.

Comentários

Continue lendo