O Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) lançou, na última quinta-feira (25.01), o edital para o curso de mestrado em educação profissional. Estão sendo ofertadas 820 vagas em todo o país, sendo que 50% destas vagas são dedicadas a servidores de instituições federais de educação e 50% para a comunidade externa.

Em Rio Branco, o Instituto Federal do Acre (Ifac) será responsável pela seleção de 18 candidatos, sendo que nove serão servidores públicos e os demais serão da comunidade em geral.

Conforme cronograma, as inscrições terão início no dia 15 de fevereiro e seguem até o dia 04 de março. Para participar da seletiva será cobrado o valor de R$ 70 para a taxa de inscrição, que deverá ser pago por meio de guia de recolhimento da União (GRU). Para os candidatos que desejam a isenção da inscrição, estes deverão se inscrever entre 15 a 21 de fevereiro.

De acordo com edital, a inscrição será feita exclusivamente pela internet, por meio do Sistema de Inscrições, que será divulgado no site do ProfEPT: profept.ifes.edu.br. No ato da inscrição, o candidato deverá informar os dados pessoais e de contato, formação acadêmica e atuação profissional.

Ainda na inscrição, o candidato deverá selecionar a instituição onde deseja cursar o mestrado e realizar as provas. Também precisará escolher o tipo de vaga que pretende concorrer (ampla concorrência, para servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, ou referente a alguma cota, caso haja esta opção), informar a renda familiar e se necessita de atendimento especial para a realização das provas, mediante laudo médico.

Prova

Para seleção dos candidatos será realizada prova com 30 questões objetivas e uma discursiva, sendo que esta exigirá do candidato a produção de um texto argumentativo, com extensão de até duas páginas (máximo 60 linhas). As respostas serão analisadas com base em três itens: norma-padrão culta da língua portuguesa escrita, qualidade e desenvolvimento argumentativo e uso adequado das referências bibliográficas, demonstrando domínio das bases conceituais em Educação Profissional e Tecnológica.

A prova será aplicada no dia 15 de abril, a partir das 14h (horário de Brasília), e terá duração máxima de quatro horas. No Acre, a aplicação será feita no campus Rio Branco, no bairro Xavier Maia.

O candidato deverá comparecer no local, com antecedência mínima de meia hora do horário fixado para o fechamento dos portões, portando documento de identificação oficial original com foto, cópia do Cartão de Inscrição e caneta esferográfica de tinta preta de corpo transparente. Os portões serão fechados às 13h45.

Bibliografia

As provas objetivas e discursiva terão como base a bibliografia indicada pelo ProfEPT e que foi divulgada no dia 07 de dezembro, no site oficial do programa. Ao todo, estão sendo indicados cinco textos distintos e que tratam sobre as bases conceituais da Educação Profissional e Tecnológica. Os materiais podem ser encontrados na internet, conforme indicação abaixo:

ANTUNES, Ricardo; ALVES, Giovanni. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Educação & Sociedade, v. 25, n. 87, p. 335–351, 2004. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=87314215003>.

ARAUJO, Ronaldo Marcos de Lima; FRIGOTTO, Gaudêncio. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão, v. 52, n. 38, p. 61–80, 2015. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/viewFile/7956/5723>.

BARATO, Jarbas Novelino. Conhecimento, trabalho e obra: uma proposta metodológica para a Educação Profissional. B. Téc. Senac: a R. Educ. Prof, v. 34, n. 3, p. 4–15, 2008. Disponível em: <http://www.bts.senac.br/index.php/bts/article/view/262>.

GRABOWSKI, Gabriel; KUENZER, Acácia Zeneida. A produção do conhecimento no campo da Educação Profissional no regime de acumulação flexível. Holos, v. 6, p. 22–32, 2016. Disponível em: <http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/4983>.

MOURA, Dante Henrique; LIMA FILHO, Domingos Leite; SILVA, Mônica Ribeiro. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, v. 20, n. 63, p. 1057–1080, 2015. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v20n63/1413-2478-rbedu-20-63-1057.pdf>

RAMOS, Marise Nogueira. O estudo de saberes profissionais na perspectiva etnográfica: contribuições teórico-metodológicas. Educação em Revista, v. 30, n. 4, p. 105–125, 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/edur/v30n4/06.pdf>

Programa

O ProfEPT é um programa de pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica, com um mestrado profissional em Educação Profissional e Tecnológica em rede nacional, da área de Ensino, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Idealizado pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e coordenado pelo Instituto Federal do Espírito Santos (Ifes), tem como objetivo proporcionar formação em educação profissional e tecnológica, visando tanto a produção de conhecimento como o desenvolvimento de produtos, por meio da realização de pesquisas que integrem os saberes inerentes ao mundo do trabalho e ao conhecimento sistematizado.

Comentários