Dona Jandira esteve na manhã desta segunda-feira, 3, na Delegacia de Combate à Roubos e Extorsões onde registrou uma queixa e quer providências por parte das autoridades policiais.

Por Leônidas Badaró

A aposentada Jandira de Souza Andrade, 69 anos, moradora do bairro Adalberto Aragão na capital acreana, já está até acostumada a receber várias ligações ao longo do dia com a oferta de empréstimos.

O que ela não esperava era que mesmo afirmando não querer contrair nenhum valor emprestado, uma financeira depositou R$ 1.800,00 em sua conta bancária, mesmo sem autorização da aposentada.

“Eu tomei um susto quando vi esse dinheiro. Eles me ligam todo dia e eu digo que não quero saber de empréstimo. Mesmo assim, eles colocaram um dinheiro na minha conta. Eu não quero nem saber, vou atrás dos meus direitos”, diz dona Jandira.

E a aposentada foi mesmo em busca de seus direitos. Se sentindo lesada, de início foi em busca de atendimento no PROCON, onde foi orientada a procurar uma Delegacia de Polícia.

Dona Jandira esteve na manhã desta segunda-feira, 3, na Delegacia de Combate à Roubos e Extorsões onde registrou uma queixa e quer providências por parte das autoridades policiais. Ela também conta que já foi no juizado em busca de seus direitos.

“Eu nem mexi nesse dinheiro. É um dinheiro que eu não pedi e não quero. Fui no Procon, na Delegacia, no Juizado e vou onde mais for preciso. Não se pode fazer isso. Eu disse que não queria nenhum empréstimo e mesmo colocaram o dinheiro na minha conta”, afirma.

Comentários