O réu ainda será julgado pela prática do crime de homicídio qualificado do delegado de xapuri

Elivan durante julgamento em Xapuri/Foto: Raimari Cardoso
Elivan durante julgamento em Xapuri/Foto: Raimari Cardoso

Da ContilNet

Elivan Verus da Silva, 32 anos, foi condenado a 38 anos de reclusão em regime fechado pelo assassinato da adolescente Janaína Nunes, 15 anos, e pela tentativa de homicídio contra Nágila Maria Nunes, em dezembro de 2014, em Xapuri.

O réu ainda será julgado pela prática do crime de homicídio qualificado do delegado de Polícia Civil Antônio Carlos Marques Mello, naquele mesmo mês.

A decisão foi proferida no final da tarde desta quarta-feira (17) pelo juiz de direito Luís Gustavo Alcade Pinto, da comarca de Xapuri.

O julgamento de Elivan da Silva foi desmembrado e nesta primeira etapa ele foi julgado pelo Tribunal do Júri pelo assassinato de Janaína e tentar contra a vida de Nágila, mãe da adolescente.

Já a segunda etapa, que julgará o réu pela morte do delegado, será no dia 1º de julho deste ano. O homicida é reicindente e já respondia pelos crimes de tráfico de droga e lesão corporal.

Homicida foi preso durante mega operação da polícia
Homicida foi preso durante mega operação da polícia

Entenda o caso

Elivan da Silva é acusado de matar Janaína após a adolescente flagrá-lo discutindo e ameaçando a sua mãe, companheira do suspeito. A menor tentou defender a mãe das agressões de Elivan e foi assassinada com várias facadas.

Após o crime, Elivan se tornou o principal suspeito e esteve foragido da polícia. Ao ser perseguido por políciais civis, ele conseguiu fugir após atingir o delegado de Xapuri, Antônio Carlos Marques Mello, com dois disparos de espingarda.

O delegado ficou internado durante três meses, mas não resistiu e morreu no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco.

No dia 15 de dezembro de 2014, um dia após o delegado ser baleado, uma mega operação foi montada pela Secretaria de Segurança do Estado. O acusado acusado foi preso no ramal Pinheiro, perto da propriedade do pais dele e da fábrica de preservativos Natex, em Xapuri.

Leia também:

Jovem de 15 anos morre ao defender mãe de agressões de namorado em Xapuri

Delegado de Xapuri é baleado durante perseguição e fica em estado grave

Acusado de assassinar adolescente e atirar contra delegado é preso em Xapuri

Comentários