As formações de brigadistas comunitários voluntários seguem acontecendo em todo o Acre. A quinta atividade foi desenvolvida na Floresta Estadual do Afluente, no município de Manuel Urbano, nos dias 15 e 16 de setembro. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), está promovendo as capacitações para que os próprios comunitários possam atuar em ocorrências de queimadas.

As capacitações organizadas pela Sema, por meio das divisões de Educação Ambiental e Áreas Naturais Protegidas, são realizadas em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar (CBMAC) e o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar (PMAC). Os equipamentos foram doadas pelo WWF-Brasil e vão permitir que os comunitários atuem no enfrentamento aos focos de calor com mais eficiência e segurança.

A quinta capacitação de brigadistas comunitários voluntários ocorreu na Floresta Estadual do Afluente Foto: Comunicação Sema

“Mais uma equipe de brigadistas voluntários está recebendo a formação para atuar em suas comunidades, dessa vez na Floresta Estadual do Afluente. Essa ação colabora com o trabalho de combate às queimadas que está acontecendo em todo o Acre”, disse o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani.

As atividades estão sendo realizadas nas nove unidades de conservação (UCS) do Estado, sendo oito de uso sustentável e uma de proteção integral. Em cada comunidade são capacitados cinco brigadistas, com atividades teóricas e práticas.

O morador da região e um dos participantes da turma de brigadista, Peregrino Leitão de Oliveira, ressaltou a importância de aprender com profissionais para evitar que comentam erros. “É muito bom receber uma capacitação. Agora a gente está sabendo trabalhar com o movimento do fogo”, destacou.

Além das atividades teóricas, atividades práticas como a dinâmica de Proteção da Terra são realizadas Foto: Comunicação Sema

Nas aulas teóricas são realizadas atividades interativas utilizando as ferramentas didáticas da mochila do educador ambiental, que abordam as temáticas da biodiversidade, ciclos biogeoquímicos e conservação do solo e da água.

As atividades práticas são conduzidas pelos bombeiros militares, que dão as instruções necessárias em relação ao uso correto dos equipamentos que formam o kit de brigadistas e mostram a ação direta do fogo no solo e suas consequências, por meio da dinâmica de Proteção da Terra.

Comentários