Conecte-se conosco





Geral

Governo do estado pleiteia empréstimo de R$ 2 bilhões para obras de saneamento

Fonplata é um organismo internacional que financia projetos de integração e desenvolvimento em áreas vulneráveis, rurais e de fronteira em seus cinco países-membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai

Publicado

em

O governador Gladson Cameli enviou à Assembleia Legislativa e já tramita nas comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e Orçamento e Finanças (COF) um pedido de empréstimo na ordem de R$ 214.020.000,00. O empréstimo tem como avalista a União e, segundo a mensagem governamental, tem como objetivo financiar o Programa de Infraestrutura e Saneamento do Estado do Acre (PROISA), com obras de infraestrutura viária, urbana e de saneamento nos 22 municípios, segundo o marco regulatório do setor.

O recurso está sendo pleiteado junto ao banco de desenvolvimento Fonplata, que tem atuação no Uruguai, Paraguai, Bolívia, onde tem sede e Argentina, com forte atuação na Bacia do Rio Prata, mas que tem se expandido para outras regiões.

Na mensagem enviada aos parlamentares, o governo não discrimina as obras que serão contempladas e quais municípios serão beneficiados, mas o PROISA prevê ações nas áreas de infraestrutura viária, saneamento, mobilidade e desenvolvimento urbano, e a presente operação fortalecerá a política de infraestrutura do Estado, para maior qualidade de vida à população acreana”, diz o texto.

Sediado em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, o Fonplata é um organismo internacional que financia projetos de integração e desenvolvimento em áreas vulneráveis, rurais e de fronteira em seus cinco países-membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai.

No Brasil, por exemplo, o banco financia projetos em Joinville, Itajaí, Blumenau, todos em Santa Catarina; Sorocaba (SP), Indaiatuba (SP), além de atuar junto aos governos do Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Comentários

Em alta