fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Governo diz que Rocha conta com mais de 30 servidores e não aceitará atos politiqueiros em prédios públicos

Publicado

em

Por Saimo Martins

Após o vice-governador Major Rocha (PSL) ter colocado uma faixa em frente ao seu gabinete com os dizeres: “Fechado por perseguição política, após denunciar casos de corrupção no governo do estado do Acre” no último dia 30 de junho, o governo do Acre resolveu se manifestar publicamente sobre o assunto e informou que o governador Gladson Cameli não aceitará a utilização de prédios públicos para fins que não atendam aos interesses da população.

De acordo com a nota, as medidas administrativas e, eventualmente, judiciais, serão tomadas após o vice-governador, Major Rocha, ter anunciado o fechamento de seu gabinete e afrontar a lei ao manter o uso de prédio e servidores públicos para promover desordens. O governo pondera que Rocha usa o patrimônio público para fazer proselitismo político e manter em ação o plano de usurpar o cargo do titular, o governador Gladson Cameli (Progressista).

Além disso, o longo texto destaca que desde o início da gestão, o militar vem tentando desestabilizar o trabalho de Cameli e a equipe de governo, através do que a gestão considera como ‘ataques caluniosos e injúrias a respeito de práticas efetuadas pelo próprio vice-governador e alguns dos seus recrutas’.

Na ocasião foi citado os casos de fake news, já constatados pela Polícia Civil entre pessoas do seu gabinete, os planos do ex-tucano esbarram em acintes contra a justiça e ao erário público.

O governo explicou que por uma questão de ordem pública as faixas de “protesto” do vice-governador, fixadas nas portas de entrada do seu ex-gabinete, localizado na Avenida Ceará, em Rio Branco, foram retiradas pelo Gabinete Militar do Estado, pois se trata de medida desarrazoada e contrária ao ordenamento constitucional. “Por outro lado, há várias sedes de secretarias e autarquias do Governo do Estado necessitando de reformas e da utilização provisória de locais para funcionarem suas atividades de gestão, não sendo aceitável que o prédio público se destine à manifestação pessoal que visam a desestabilizar o governo, sobretudo pelas inverdades reiteradas”, diz trecho.

A equipe de comunicação ressaltou que o vice-governador anunciou, há algumas semanas, através de vários canais de imprensa, que estaria fechando as portas do seu gabinete, deixando, portanto, de cumprir sua função de servidor público. Da mesma forma, dispensa a equipe de assessoria e os demais suportes que as prerrogativas do cargo lhe garantem. “Major Rocha permanece sob a motivação politiqueira e sem fundamento de retornar à sede do seu ex-gabinete e retomar a afixação das faixas de protesto e acusações levianas contra o governo o qual ele faz parte numa declarada afronta ao governo e às leis”, frisou.

Por fim, a nota cita que as atividades de gestão feitas por ele não existem desde que assumiu o governo em 2019, além disso, diz que o militar utiliza da estrutura paga com dinheiro público para fazer viagens com diárias pagas a ele e seus assessores para montar chapas do PSDB para prefeito em 2020.

O governo fez indiretas em relação a quantidade de votos conquistado pelo irmão de Rocha, Pang Rocha. “Saiu ridiculamente derrotado, e juntamente com sua irmã, a deputada federal Mara Rocha, não conseguiram 900 votos para eleger um irmão vereador da capital”.

A declaração de Rocha alegando que tem apenas 4 pessoas a sua disposição, foi contestada pelo governo, onde afirma que o gestor conta com mais de 30 servidores, entre motoristas e seguranças, assessores e cargos na gestão para manter o gabinete virtual.

“Constam, ainda, no quadro de apoio administrativo ao gabinete do vice-governador, em Rio Branco e Cruzeiro do Sul, 11 servidores civis. O governador Gladson Cameli autorizou, ainda, a cessão de mais dois servidores para servir de suporte nas atividades da gestão pública, algo que o vice não tem mostrado a que veio durante dois anos e meio de mandato”.

“Major Rocha, que de maneira leviana afirma não ter estrutura de gabinete, conta com cargos de diretor, chefe de gabinete, chefe de departamento, técnico em contabilidade, assistente jurídico, gestor de políticas públicas, agente administrativo e agente da Polícia Civil, distribuídos entre Funções Gratificadas e CEC´s”, concluiu.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Botafogo marca no último lance e garante empate contra o Athletico-PR

Publicado

em

Em escanteio no último lance, Bastos marcou de cabeça, deixou o placar em 1 a 1 e manteve o Botafogo na liderança do campeonato

Lance de Botafogo x Athletico-PR pela 10ª rodada do Brasileirão. Foto: V. Silva/Botafogo

Com Tupi

Com emoção até o fim, Botafogo arrancou o empate contra o Athletico-PR, em casa. Em escanteio no último lance, Bastos marcou de cabeça e deixou o placar em 1 a 1. Mastriani fez o gol dos adversários. Com o empate, o Glorioso continua na liderança, com 20 pontos

O primeiro tempo foi bem pobre de ambas equipes. Sem muitas chances criadas, os goleiros quase não trabalharam. Léo Linck, goleiro do Athletico-PR, terminou a primeira etapa sem fazer nenhuma defesa.

Na etapa final, os técnicos mudaram bastante e as oportunidades começaram a aparecer. Em lance no começo do segundo tempo, Mastriani empurrou para as redes após cruzamento. John ainda fez duas defesas difíceis e salvou o Glorioso. No último lance, em escanteio para o Botafogo, Bastos subiu sozinho e cabeceou no canto do goleiro, sem chances de defesa.

Assim como fez o Flamengo no fim de semana, o Botafogorepetiu o feito. Foi na última bola na área, desmanchando a equipe do Athletico-PR, que levava para casa uma vitória importante.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Criciúma no sábado (22), 16h, fora de casa.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Fluminense perde mais uma vez e vira lanterna do Campeonato Brasileiro

Publicado

em

Esse é o pior começo do Fluminense na história do Campeonato Brasileiro, com a defesa que mais tomou gol nas dez primeiras rodadas

Com a derrota, o Fluminense virou o lanterna do campeonato, com seis pontos Foto: M. Gonçalves 

Com Tupi

O Fluminense perdeu mais uma partida na noite desta quarta-feira (19). O Tricolor não fez frente com o Cruzeiro e foi derrotado por 2 a 0. O lateral William marcou duas vezes e fechou o placar. Com a derrota, o Fluminense virou o lanterna do campeonato, com seis pontos.

No primeiro tempo, o Fluminense mostrou que não consegue mais jogar um bom futebol. Apesar da partida movimentada com muitos escanteios desde o início, raramente criava e não assustou o goleiro Anderson. Por outro lado, o Cruzeiro também não incomodava. Então, em toque da bola na mão de Thiago Santos, o juiz marcou pênalti. William bateu e abriu o placar.

Na etapa final, a mesma dificuldade de criação. Fernando Diniz fez algumas mudanças mas não teve sucesso nas mexidas. Para finalizar o pesadelo, no último lance William escapou em contra-ataque e fechou o placar.

Esse é o pior começo do Fluminense na história do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter os mesmos seis pontos nas dez primeiras rodadas igual em 2008, nesta temporada tem a pior defesa, com 18 gols sofridos, média de quase dois por partida.

Na próxima rodada o Fluminense enfrenta o Flamengo, domingo às 16h, no Maracanã. Em caso de derrota, pode culminar na demissão de Fernando Diniz

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com voltas importantes, Flamengo fecha preparação para enfrentar o Bahia

Publicado

em

Ayrton Lucas, Allan e Cebolinha estão recuperados de suas respectivas lesões; Fabrício Bruno cumpre suspensão

Foto: Gilvan de Souza (Divulgação / Flamengo).

Com Tupi

Está encerrada a preparação do Flamengo para o jogo desta quinta-feira, às 20h, diante do Bahia. A partida é válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro e será realizada no Maracanã com a expectativa de mais de 50 mil pessoas no estádio. A Super Rádio Tupi transmite com Luiz Penido, Dé, o ‘Aranha’, e toda a seleção brasileira do rádio.

As notícias boas da véspera se confirmaram e Ayrton Lucas, Allan e Cebolinha estão novamente relacionados. Os três tiveram problemas musculares recentemente. Desta forma, improvisos como Léo Pereira na lateral esquerda e Léo Ortiz como volante não devem acontecer neste momento.

A baixa fica por conta de Fabrício Bruno. O zagueiro recebeu o terceiro cartão amarelo no jogo de domingo, com o Athletico Paranaense, e cumpre suspensão automática. Desta forma, Léo Pereira deve ser deslocado para sua posição de origem e atuar na zaga ao lado de David Luiz. Bruno Henrique, que teve mal estar no final de semana, está livre para jogar.

Além do confronto direto, já que as duas equipes estão empatadas com 18 pontos, o jogo também tem um caráter especial e com tom de reencontro. Será a primeira vez de Everton Ribeiro, hoje no Bahia, contra o Flamengo. O meia defendeu o clube entre 2017 e 2023 fazendo parte de uma das gerações mais vitoriosas de toda a história rubro-negra.

Comentários

Continue lendo