Anúncio foi feito em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (16), em Porto Velho.

Secretário de Saúde e Educação falam com imprensa sobre medidas do governo contra o coronavírus — Foto: Ana Kézia Gomes/G1
Por G1 RO

O governo de Rondônia anunciou que as aulas da rede pública no estado ficarão suspensas inicialmente por 15 dias, a partir de terça-feira (17) podendo ser suspensas por mais 15.

A medida faz parte do plano de contingenciamento contra o coronavírus. O estado ainda não tem nenhum caso confirmado para Covid-19.

O decreto da suspensão das aulas deve ser publicado pelo governo até a terça-feira (17).

Segundo o secretário de Educação, Suamy Vivecananda Lacerda de Abreu, a determinação para suspensão das aulas vale para faculdades, creches e escolas privadas.

_______________

“O decreto será de 30 dias, mas nos 15 dias iniciais nós vamos estudar a situação do estado. Se tiver melhorado a questão de Covid-19 em 15 dias, nós retornamos com as aulas. Se não, ficará parado com 30 dias”, diz Suammy.

_______________

Rondônia tem 24 casos suspeitos de coronavírus, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. No fim de semana, o governador Marcos Rocha se reuniu com a equipe do governo para elaborar um decreto com direcionamentos protetivos.

Suspensão é devido para evitar coronavírus no estado — Foto: Getty images via BBC

Rondônia tem 24 casos suspeitos, sendo 13 em Porto Velho, oito em Ariquemes, um em Ji-Paraná e dois em Vilhena. Entre os casos suspeitos estão pessoas de 20 a 50 anos e apenas uma criança.

Um dos casos investigados pelas autoridades é de uma criança de Vilhena que retornou de uma viagem dos Estados Unidos e apresentou sintomas do novo coronavírus. Com a suspeita de coronavírus na cidade, o Hospital Regional suspendeu visitas na unidade pelos próximos 30 dias.

Em entrevista coletiva à imprensa, o secretário Fernando Máximo ressaltou que não existe caso confirmado em Rondônia.

_______________

O governador Marcos Rocha irá editar decreto nas próximas horas. A informação foi repassada durante coletiva com autoridades da saúde. Segundo Suamy Vivecananda, apesar da autonomia das esferas estadual, municipal e rede privada, ele acredita que escolas particulares e até faculdades devem seguir a mesma regra.

_______________

Comentários