Governador de Pando, Adolfo Flores e o representante da Saúde Dr. Kuniaki Murakami durante coletiva.

Enquanto o Brasil discute a forma de tratamento para os pacientes acometidos pelo vírus covid-19, o governo do estado vizinho de Pando, vem fortalecendo o sistema dessaúde com objetivo de estar preparados para possíveis casos de covid-19.

Nesse sentido o governador Luis Adolfo Flores, entregou ao diretor do Serviço Estadual de Saúde (SEDES), 500 kits de medicamentos onde cada um dos frascos contém Azitromicina, Omeprazol, Aspirina, Ivermectina, Hidroxcicloriquina, Cloroquina, Paracetamol, Vitamina C e Complexo B.

“Estamos entregando à SEDES, medicamentos que estão sendo usados ​​em países da América e Europa para combater o coronavírus, o que é necessário para tratar pacientes por 10 dias. Muitos desses medicamentos não existem para comprar nas farmácias de Cobija, nós os compramos em Santa Cruz. Queremos evitar o que aconteceu em outros departamentos que apresentaram casos, mas não possuíam os medicamentos para tratamento, agora em Pando os médicos terão à disposição o necessário para atender os pacientes de acordo com o que consideram e, assim, além de isolar pessoas positivas, eles também podem ser tratados para melhorar e podermos evitar mais contágios”, afirmou o governador.

Da mesma forma, ele indicou que nos próximos dias eles entregarão mais 500 kits, para um total de mil tratamentos gratuitos para possíveis casos de Covid-19, a autoridade também agradeceu aos secretários e diretores como doação, enviaram alguns medicamentos que, devido a questões burocráticas, não podem ser adquiridos imediatamente.

O diretor da SEDES-Pando destacou o trabalho do governo que está cumprindo seus diferentes compromissos. Da mesma forma, ele ressaltou que a entrega dos medicamentos foi endossada pela Sociedade Científica de Medicina Interna e indicou que eles serão aplicados a pacientes covídeos positivos, a fim de prevenir complicações respiratórias, pulmonares, doenças trombóticas e no caso da vitamina C e complexo B para elevar as defesas.

Ele também esclareceu que os medicamentos podem ser aplicados somente por pessoal médico autorizado, após uma avaliação cardiológica e após uma avaliação médica de pacientes idosos com patologias subjacentes.

Comentários