As determinações foram feitas em uma reunião no Gabinete de Ministros. A presidente pede aos candidatos à Presidência que deixem de lado a luta eleitoral e se unam contra o coronavírus

O governo nacional anunciou às 12h10 (horário local) desta quinta-feira, dia 12, sete medidas contra o coronavírus, desde a suspensão do trabalho educacional em todos os níveis até 31 de março, a suspensão de voos para Europa e os eventos públicos que se reúnem mais de 1.000 pessoas.

“Estamos enfrentando uma batalha frontal contra o coronavírus, que estamos preparando há dois meses (…) O governo imediatamente se mudou para declarar uma emergência nacional”, disse Jeanine Áñez, no Palácio Quemado.

Foi decidido suspender as aulas em todo o país, em todos os níveis, até 31 de março.

  • A suspensão de voos para a Europa, a partir de sábado.
  • Controle de pessoas que entram pelas fronteiras.
  • A proibição de eventos públicos de mais de mil pessoas.
  • A criação do Gabinete para a atenção do coronavírus.
  • Fornecendo infraestrutura em Santa Cruz e progressivamente nas capitais, além de El Alto, para atendimento exclusivo de casos.
  • Que as ações sejam intensificadas para impedir que suprimentos médicos e de limpeza aumentem seus preços.

Atualmente, existem três casos oficiais registrados no país, dois em Santa Cruz e um em Oruro, enquanto há mais de cinco casos suspeitos em análise laboratorial.

Comentários