fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Governador de Pando Regis Richter debate integração econômica entre países andinos na capital do Acre

Publicado

em

Regis Richter Alencar, governador de Pando, diz que a rota é de interesse também do Peru, que tem agido em sinergia com o estado acreano para alinhar todas as ações em prol da qualidade de vida de quem mora na regi

Tácita Muniz, Agência de Notícias do Acre

O governador Gladson Cameli esteve, nesta terça-feira, 9, participando do Encontro Trinacional da Integração Rota Quadrante Rondon, que ocorre em Rio Branco até a quarta-feira, 10, e reúne autoridades nacionais e internacionais para debater a consolidação do corredor interoceânico como via principal do comércio exterior do sudoeste da Amazônia brasileira. O objetivo é que o Acre seja protagonista nessas discussões.

Em 2023, o governo federal retomou ações para estabelecer e estruturar rotas de integração, culminando no lançamento pelo Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO) de cinco Rotas de Integração e Desenvolvimento Sul-Americano, sendo uma delas a do Quadrante Rondon, formada pelos estados do Acre e Rondônia e por toda a porção Oeste de Mato Grosso, conectada com a Bolívia e o Peru.

O momento, segundo o governador Gladson Cameli, é de debater os principais desafios e soluções para que esse corredor e as parcerias sejam fortalecidos.

“É um sonho antigo do Acre estabelecer um comércio intenso com os países andinos, a costa do pacífico dos Estados Unidos e as nações asiáticas. Essa é uma saída econômica para nós, que já vem sendo trabalhada há muito tempo, mas que, infelizmente, ainda não se tornou uma realidade. A localização geográfica do Acre torna mais fácil o comércio com os países vizinhos do que com o Sul e Sudeste brasileiro. Imaginem mercadorias que hoje demoram cerca de 45 dias para chegarem na China. Reduzir esse tempo para 15 dias, como seria? Isso tudo influencia na competitividade e custos logísticos dos nossos produtos”, destacou.

Regis Richter Alencar, governador de Pando, diz que tem agido em sinergia com o estado acreano para alinhar todas as ações em prol da qualidade de vida de quem mora na região Foto: Secom

O governador destacou, ainda, que são inúmeros os desafios de logística e infraestrutura, mas que com a união de esforços o cenário pode mudar. Um dos pontos levantados durante o encontro foi a construção da ponte sobre o Rio Madeira e também o Anel Viário, que está com 99% das obras concluídas e que está sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para finalização dos acessos.

O governante também salientou que os aeroportos, tanto de Cruzeiro do Sul quanto de Rio Branco estão aptos e recebem, esporadicamente, voos internacionais, mas que aguarda o interesse de empresas em fazer essa rota. Ele citou ainda que, fruto da última reunião com o presidente Lula, o Acre deve ser apresentado como um dos cinco estados propícios para os negócios durante o próximo encontro do G20.

“Vai ser montado um livro que será apresentado com aquilo que cada estado pode receber para quem quer investir no Brasil, e o estado do Acre é um dos selecionados, por estar cumprindo todas as pautas ambientais para que a gente possa trazer investidores, gerar emprego e renda. Esse material é importante, porque vai apresentar nosso estado para todos os investidores mundiais, que têm um olhar diferenciado para a Amazônia”, reforçou.

Cameli destacou que o governo tem tomado medidas para fortalecer união e parcerias. Foto: Diego Gurgel/Secom

Acre como porta de entrada

O titular da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia do Acre (Seict), Assurbanipal Mesquita, disse que essa é uma rota que muito tem a contribuir para o desenvolvimento não só do estado, mas de toda a região.

“Podemos definir essa rota como possibilidades para o estado do Acre, seja para nosso setor empresarial, seja para exportação ou importação, que é um campo de oportunidade muito maior. O Acre está voltado para o Pacífico, onde as atividades econômicas estão todas caminhando para esse lado, é o que o Ministério do Desenvolvimento está dizendo. E o governo do Estado já tem feito ações para deixar o Acre protagonizar esse tema na região Norte e nos estados vizinhos”, destacou.

Mesquita disse, ainda, que foi idealizado um roteiro, um mapeamento das atividades principais do estado para que esse corredor possa ser cada vez mais valorizado e fortalecido.

“O empreendedor acreano está dando respostas, visto que só agora no primeiro semestre alcançamos 90% da marca de exportações do ano passado, então esse é um marco, um dado que demonstra que o empresário está acreditando nessa pauta e agora esse corredor é o que vai conectar o Acre com o resto do mundo e vai tornar o Acre como porta de entrada para o Brasil”, completou.

Comércio exterior é pauta de encontro sediado no Acre. Foto: Diego Gurgel/Secom

O objetivo do Acre é liderar as discussões para viabilizar a consolidação da Rota Quadrante Rondon como via principal do comércio exterior do Sudoeste da Amazônia brasileira. Para isso, vem se posicionando de maneira estratégica nas mais diversas instâncias de discussão e decisão, tanto no âmbito das ações do governo federal quanto no âmbito internacional, sobre os programas e projetos de investimentos e estruturação desta rota.

O presidente do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre, José Adriano, destacou que os debates iniciaram ainda em 2016 e chegaram a ser suspensos devido à pandemia. Porém, reconheceu o esforço do Estado tornar o Acre um ambiente propício para os negócios:

“Nosso sonho não para aqui. Nossa proposta é avançar o debate para com os países que estão na fronteira, para que a gente alinhe as ações. A construção da Ponte do Rio Madeira foi extremamente importante e agora estamos ansiosos para a conclusão do Anel Viário em Brasileia, que está em andamento, e estamos acompanhando cada um desses investimentos, porque isso faz com que nós tenhamos a logística”.

Encontro ocorre por dois dias em Rio Branco. Foto: Diego Gurgel/Secom

União entre países e governo federal

Ao iniciar seu discurso, Luciano Wexell Severo, subsecretário de Articulação Institucional do Ministério do Planejamento e Orçamento, destacou que o Acre tem sido modelo ao encabeçar as discussões que traçam as diretrizes dessa integração entre os países.

“Estamos plenamente articulados, nós do governo do Lula, com a equipe do Acre. Para nós é uma grande alegria estar aqui. Quero trazer uma mensagem de agradecimento. O Ministério do Planejamento está trabalhando junto com o Estado, relendo os projetos dos últimos anos e esse é um modelo que temos que seguir. Temos cinco rotas, mas esse modelo deve ser seguido. O sucesso desse trabalho é a capacidade de articulação, do setor da academia, do setor privado, governo, e órgãos de controle e segurança”, disse.

Reforçou também que este é um projeto de nação e que empodera e coloca o Acre no topo de grandes negociações. “O Brasil não termina aqui, começa aqui. Então, é muito importante essa articulação. Isso deve servir para que transformemos esse tipo de espaço, articulação, em um braço que apresente as demandas, as informações, que apresente os problemas à comissão do governo federal. Temos que comercializar mais produtos entre nós. E quero comunicar que, a partir desse diálogo, puxamos a linha verde, que está em Cruzeiro do Sul”, enfatizou.

Regis Richter Alencar, governador de Pando, diz que a rota é de interesse também do Peru, que tem agido em sinergia com o estado acreano para alinhar todas as ações em prol da qualidade de vida de quem mora na região:

“Muitos dizem que estamos distantes, mas a forma como nos integramos e nos conectamos para vender nossos produtos é importante para melhorar a qualidade de vida de nossa gente que mora na Amazônia. Temos muitas necessidades e hoje é uma oportunidade muito grande, porque queremos fazer parte dessa luta de integrar Brasil e Peru, porque vemos que será muito proveitoso para nosso departamento. Cordialmente, pedimos que abracem os países nessa integração porque, para mim, não há limite para trabalharmos de maneira unida, que fortaleça a integração. Estamos firmes para trabalhar integrados”.

Henry Álvarez, gerente central de Maximixe, empresa peruana, esteve no evento e disse que a integração também deve beneficiar os empresários dos países vizinhos.

“Os três países têm um potencial enorme para o crescimento econômico dessa zona, e essa integração vem contribuir para que cada país possa trabalhar de forma a fortalecer essa rota”, completou.

Governador Gladson Cameli se reuniu com Carlos Tejada Mera, gerente-geral da Cosco Shipping. Foto: Diego Gurgel/Secom

Porto de Chancay

Localizado a cerca de 60 quilômetros da capital peruana, Lima, Chancay é o primeiro porto com maioria de capital chinês na América Latina. O porto promete ser uma das maiores rotas de escoamento de produtos para a Ásia.

O investimento é de cerca de US$ 3,6 bilhões (R$ 17,8 bilhões). A empresa chinesa Cosco Shipping detém uma participação de 60% no porto e a Volcan do Peru, 40%. O projeto representa também uma consolidação dos investimentos da China no Peru.

Especialistas, empresários e os envolvidos na construção concordam que o porto de Chancay é uma oportunidade do Brasil se aproximar de mercados asiáticos, especialmente para os estados brasileiros mais afastados do Atlântico.

Com a nova rota, há expectativa de que o tempo médio de entrega de alguns fretes possa cair em um terço, chegando ao seu destino em 15 dias a menos do que o normal.

Após a abertura do evento, o governador Gladson Cameli se reuniu com Carlos Tejada Mera, gerente-geral da Cosco Shipping, que falou do andamento das obras e fez o convite para que ele fosse conhecer a estrutura, o que foi prontamente aceito por Cameli.

O encontro, além de debater os gargalos do comércio exterior no Acre, também vai abordar as ações propostas pela gestão para fortalecimento e estruturação dessa atividade, que envolvem relacionamento e promoção de negócios sustentáveis e de imagem; logística e infraestrutura do comércio exterior; barreiras em mercados externos; inteligência de mercado; assessoramento e capacitação de mão de obra; estudos e pesquisas estratégicos; estímulo e apoio a negócios acreanos para exportação; e facilitação e desburocratização do comércio exterior.

Comentários

Continue lendo

Acre

Conheça as nove candidatas ao Miss Universo Acre 2024; Brasiléia e Xapuri estará no evento que acontece no dia 8 de agosto

Publicado

em

O Teatro Hélio Melo se prepara para sediar o Miss Universe Acre em uma noite especial marcada para 8 de agosto. O evento promete reunir influenciadores, imprensa e convidados especiais em uma celebração da beleza e cultura acreana.

O Miss Universe Acre 2024 contará com representantes de diversas localidades do estado, reunindo talento e beleza em uma competição que promete destacar o melhor da cultura acreana. Art cedida

Com organização 

Allex Tomás, conhecido por sua atuação à frente do Miss Universe Acre, está promovendo evento que combina moda, cultura e um forte compromisso com a solidariedade. O evento, marcado para [data e local], não apenas destaca a beleza das participantes, mas também tem um propósito humanitário significativo.

Cada convidado do evento é solicitado a doar 2 quilos de alimentos não perecíveis, que serão direcionados ao Projeto Olhar Diferente. Este projeto desempenha um papel crucial ao oferecer assistência a famílias em situação de vulnerabilidade social em Rio Branco, proporcionando recursos essenciais para aqueles que mais precisam.

Allex Tomás enfatiza a importância de unir a estética com a responsabilidade social, transformando o evento em uma plataforma para promover mudanças positivas na comunidade. A iniciativa não só celebra a cultura e a beleza, mas também demonstra um compromisso tangível com o bem-estar dos menos favorecidos.

Coordenador do Miss Universe Acre, à organização do evento não está apenas celebra a beleza e a cultura, mas também marca a contagem regressiva para a final nacional do Miss Universe Brasil, agendada para 19 de setembro em São Paulo. O evento visa promover a solidariedade através da arrecadação de alimentos para o Projeto Olhar Diferente, apoiando famílias em situação de vulnerabilidade social em Rio Branco.

“Estamos ansiosos para receber todos os nossos convidados no Teatro Hélio Melo para uma noite memorável de beleza, cultura e solidariedade. O Miss Universe Acre não é apenas um evento de moda, é uma oportunidade de unir nossa comunidade em torno de causas importantes”, declarou Allex Tomás.

A noite promete ser uma celebração da diversidade e da solidariedade, combinando o glamour do concurso com um propósito nobre de apoiar famílias em situação de vulnerabilidade social em Rio Branco.

O Miss Universe Acre 2024 apresenta um grupo diversificado de candidatas, cada uma representando uma localidade única do estado. As participantes deste ano são:

  1. Rio Branco (1ª candidata)
  2. Rio Branco (2ª candidata)
  3. Feijó (1ª candidata)
  4. Feijó (2ª candidata)
  5. Ipixuna
  6. Tarauacá
  7. Cruzeiro do Sul
  8. Xapuri
  9. Brasiléia

Cada uma dessas mulheres não apenas compete pelo título de Miss Universe Acre, mas também representa orgulhosamente sua cidade e região. O concurso, que será realizado no Teatro Hélio Melo em 8 de agosto, promete ser uma noite emocionante de elegância, cultura e apoio comunitário.

Destacamos as candidatas por suas respectivas localidades, fornecendo uma visão geral das participantes do Miss Universe Acre 2024 e preparando o terreno para o evento em 8 de agosto.

Citação de Allex Tomás:

“Estamos muito felizes em ter candidatas tão talentosas e dedicadas neste ano. Elas são verdadeiras representantes da diversidade e da beleza do nosso estado, e mal podemos esperar para vê-las brilhar no palco do Miss Universe Acre”, afirmou Allex Tomás, coordenador do evento.

Comentários

Continue lendo

Acre

Polícia Militar celebra primeira formatura do Proerd em escola indígena de Tarauacá

Publicado

em

A Polícia Militar do Acre (PMAC) realizou nesta terça-feira, 23, uma formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) na Escola Estadual Indígena Estirão do Caucho, localizada na Aldeia do Caucho, em Tarauacá. O evento marcou a primeira vez que o programa foi implementado em uma escola indígena na região, formando 45 alunos após duas semanas de curso intensivo.

Formandos eram alunos do 5º e do 7º ano. Foto: cedida

A cerimônia contou com a presença de autoridades civis e militares do município. Entre os formandos, 22 eram alunos do 5º ano e 23 do 7º ano. O programa, que visa educar jovens sobre os perigos das drogas e da violência, teve um impacto significativo na comunidade.

O tenente-coronel Jamisson Neri, comandante do 7º Batalhão da PMAC de Tarauacá, destacou a importância desse marco para a aldeia e para a PMAC. “Este momento é histórico para todos nós. Trazer o Proerd para as aldeias não apenas reforça nosso compromisso com a educação e a segurança das nossas crianças, mas também fortalece os laços de respeito e colaboração com as comunidades indígenas. Estamos plantando sementes de esperança e proteção para o futuro de nossos jovens”, afirmou.

Tenente-coronel Jamisson Neri é comandante do 7º Batalhão, em Tarauacá. Foto: cedida

A iniciativa demonstra o esforço contínuo da PMAC em expandir suas ações educacionais e preventivas para todas as áreas do estado, incluindo as mais remotas, visando construir uma sociedade mais consciente e segura para todos.

Comentários

Continue lendo

Acre

Homem é eletrocutado enquanto instalava antena e tem quase 20% do corpo queimado

Publicado

em

O homem estava no local a trabalho quando levou o choque/Foto: Reprodução

Um acidente envolvendo eletricidade ocorreu no início desta semana no interior do estado do Acre, em Cruzeiro do Sul, quando um homem chamado Elton Santana de Melo, morador do município de Guajará-Mirim, em Rondônia, que estava instalando uma antena de internet, recebeu a descarga, caindo de uma altura aproximada de quatro metros.

Melo apresenta queimaduras de primeiro e segundo grau no rosto e nos membros inferiores, com os machucados atingindo cerca de 18% de seu corpo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado pouco depois do acidente, encontrando o homem dentro de um veículo, recebendo assistência de populares que estavam no local.

A vítima foi prontamente encaminhada ao centro cirúrgico, já passando por procedimentos para tratar as queimaduras no corpo. Ele se encontrava consciente durante o resgate, e conseguiu explicar à equipe de socorristas que o acidente ocorreu enquanto tirava fotografias que atestam a instalação da antena.

 “Estávamos em uma escola no final do Ramal 3 para fazer um relatório fotográfico das antenas VSat que ele tinha instalado na semana passada. Naquela ocasião, havia um fio de alta tensão passando por cima da escola. Ele me disse que, devido ao sol muito forte, não conseguiu ver o fio”, disse Madson Oliveira, que acompanhava Melo durante o momento do acidente, e relatou o ocorrido ao site jurua24horas.

Comentários

Continue lendo