Conecte-se conosco





Extra

Gladson manda montar estrutura para vacinar acreanos a partir de 18 anos nos 17 municípios da fronteira Bolívia-Peru

Publicado

em

A secretaria de saúde prepara grupos de ajuda que serão enviados aos 17 municípios acreanos da fronteira com Bolívia e Peru. A missão está sendo batizada como “mega vacinação” que deve começar ainda essa semana. O governo vai utilizar as 110 mil doses de vacina da Pfizer que chegarão nesta semana para imunizar a população acreana que habita as fronteiras. A meta é chegar a todos os cidadãos a partir dos 18 anos.

O governador Gladson Cameli se empenha para ajudar a sua equipe técnica e construir o projeto de vacinação. A logística construída pelo governo deve ser discutida com cada município, segundo o governador.

Ainda não existe uma data definida para a chegada dos imunizantes.  As equipes estão sendo preparadas para receber o grande carregamento, fazer a distribuição e ajudar as prefeituras na vacinação.

Geralmente, as prefeituras não têm pessoal suficiente para atender uma grande demanda e o projeto é vacinar o mais rápido possível para não perder doses.

Das 110 mil doses previstas, 98 mil serão distribuídas para os 17 municípios fronteiriços. O restante ficará em outras cidades como Bujari, Porto Acre, Tarauacá, Senador Guiomard e Rio Branco que pode receber 8 mil doses e assim dará continuidade no seu programa que tem como meta chegar aos 20 anos ainda essa semana.

Segundo a Secretária de Saúde, Paula Mariano, quanto à vacinação para menores de 18 anos, tudo depende do Ministério da Saúde.

“Se for feita a liberação, as vacinas que sobrarem do público acima dos 18 anos nos municípios de fronteira já podem ser aplicadas para quem está em uma faixa abaixo dessa idade”, explicou a secretaria.

Comentários

Em alta